As razões de maior peso para visitar Banguecoque, e que justificam esta cidade atrair tanto turismo, prendem-se com o custo de vida baixo que caracteriza toda a Tailândia e a oferta multifacetada de atracões, experiências e pontos de interesse turístico. E se há algo que impressiona em Banguecoque são os seus extraordinários templos budistas.
Neste artigo vamos mostrar-vos os templos que, em nossa opinião, têm de figurar em todos os roteiros da capital tailandesa.

Wat Phra Kaew

Wat Phra Kaew, o Templo do Buda Esmeralda situa-se no interior do Grand Palace (na imagem acima) e é de visita absolutamente imperdível! Faustoso, brilhante, colorido, imponente… Faltam-nos os adjetivos para o descrever. O Buda Esmeralda é no fundo uma estátua de jade de pequena dimensão (75cm) mas de grande valor e significado já que é o Buda mais importante para todos os tailandeses.

Wat Pho

Wat Pho é um templo budista cujo destaque se justifica pelos seguintes motivos: é famoso por acolher uma gigantesca imagem reclinada de Buda; é o maior e mais antigo templo de Bangkok; é o berço da massagem tailandesa tradicional; reúne mais de 1000 imagens de Buda; era um importante centro de educação pública muito antes de ter sido transformado em templo. Posto isto, tinha mesmo de figurar na nossa lista!

Wat Pho
Wat Pho créditos: VagaMundos

Wat Arun (Templo da Alvorada)

Esta é uma das imagens mais conhecidas da cidade de Bangkok. Devido aos seus 70 e tal metros, o prang demarca-se no horizonte e gera curiosidade a todos os que visitam Banguecoque.

Dizem que o rei Taksin chegou a este templo, ao conseguir escapar do cerco Birmanês de Ayutthaya, em plena alvorada, daí o seu nome. O templo era de tal importância que, apesar da nova capital da nação ser implantada na outra margem do rio, este era o favorito do rei.

Wat Arun
Wat Arun créditos: VagaMundos

As estupas estão decoradas com motivos florais feitos de cerâmica chinesa que era usada como lastro nas embarcações. Também o vidrilho tem aqui lugar, isto porque o brilho nunca pode faltar.

Wat Traimit

Este templo é o mais recente dos que figuram nesta lista, mas nem por isso menos importante. Wat Traimit foi construído para dar guarida a um dos grandes tesouros de Bangkok: o maior Buda de ouro do mundo. São 5,5 toneladas de ouro puro cuja história se reveste de muitas incógnitas, perfeito para gerar lendas à sua volta.

Nos anos 50, o rei mandou mover uma estátua de gesso para um local mais condigno, as operações correram mal. É que o peso inesperado da estátua rebentou as cordas fazendo com que na queda o estuque lascasse. E qual não foi o espanto quando se descobriu que no interior estava escondido um buda inteiramente feito de ouro. Pensa-se que se perdeu a memória desta imagem durante cerca de duzentos anos, uma escultura feita com tal precisão que pode ser desmontada nas suas nove partes para facilitar o seu transporte e que encaixam na perfeição.

Independentemente da veracidade da história, o certo é que ninguém sai desapontado deste templo.

Wat Traimit
Wat Traimit créditos: VagaMundos

Se estão a planear uma viagem a vibrante capital da Tailândia não deixem de ler o nosso Guia de Viagem de Banguecoque, com sugestão de roteiro e muitas dicas práticas para prepararem a vossa viagem.

Não deixem também de acompanhar as nossas aventuras no Facebook e Instagram.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.