Agora não basta verificar o preço dos voos, coordenar datas de viagem com a família e amigos, reservar uma acomodação e planear o que queremos fazer, por isso partilho aqui cinco coisas simples que devem ter em mente se quiserem viajar neste verão.

1. Flexibilidade é muito importante

Uma coisa que a pandemia nos ensinou a todos foi que ser flexível e adaptar-se a novas circunstâncias é muito importante. Esta lição assume especial relevância quando se trata de planear uma viagem de verão.

Nas atuais circunstâncias, quando marcamos um voo, reservamos um hotel ou simplesmente pensamos em mudar de concelho, temos de admitir que há uma forte possibilidade de o voo ser cancelado ou de haver uma alteração nos requisitos de entrada, de deslocação e de quarentena. Mas isso não significa que tenhamos de ficar em casa. É preciso é que sejamos capazes de manter a flexibilidade, ter a mente aberta e aceitar que há muitas coisas fora do nosso controlo, assim não ficaremos desapontados caso os planos precisem de mudar.

2. Ter um plano A, B e C

Se o vosso plano principal tiver de ser cancelado no último minuto, convém já ter alguns planos alternativos preparados para aproveitar bem o verão. Mantenham-se atualizados sobre as regras locais e internacionais e preparem um plano A, um plano B e um plano C, para garantir que, independentemente do que aconteça, não vão ficar deprimidos em casa.

  • Plano A: Este é o plano de verão ideal, aquele que contempla o vosso destino preferido.
  • Plano B: Este plano deve contemplar um destino alternativo (outro país ou cidade que gostariam de visitar) caso não seja possível viajar para o vosso destino preferido.
  • Plano C: É um plano mais modesto, menos ambicioso, mais perto de casa, mas que ainda assim permita desfrutar de um bom descanso no verão.

3. Pensar que a estadia pode ter de se prolongar e o orçamento das férias ter de ser reajustado

Nos dias que correm, não podemos pensar em viajar e não estar prevenidos, financeiramente, para suportar custos adicionais de quarentena, de testes covid, de alterações de voos…

Reservem sempre voos e acomodações que permitam alterações e cancelamentos sem custos e pensem se não compensa ter um seguro de viagem que cubra essas despesas inesperadas.

4. Aproveitar a natureza

Visitar museus e atrações locais, ir a restaurantes e lojas são atividades normais quando estamos de férias, mas no momento é difícil saber exatamente o que estará aberto neste verão. Portanto, ao escolher um destino, considerem tudo o que é possível lá fazer, caso sejam impostas restrições mais duras.

Caminhadas, passeios de bicicleta, natação e camping são atividades que habitualmente são menos afetadas pelas restrições e permitem explorar o ar livre de forma segura. E, vamos ser honestos, depois de ter de ficar fechados dentro de casa tanto tempo, a natureza nunca nos pareceu tão atraente.

5. Levar o essencial e seguir as regras

Levem na mala o essencial: máscaras, álcool gel, lenços desinfetantes e luvas… E estejam preparados para seguir as regras e protocolos exigidos pelas diferentes regiões ou países e todas as restrições impostas.

Sigam as minhas aventuras mais recentes no Instagram e no Facebook 

Artigo originalmente publicado no blogue The Travellight World

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.