Deixámos a nossa aventura parada numa sexta-feira, com os TravelB4Settle na ilha do Faial e a Verónica e o Ricardo na zona de Aveiro. O fim de semana abria-se com tranquilidade e, estando perto das suas terra-natal a Verónica e o Ricardo decidem separar-se (estavam era fartos um do outro, aposto!). O Ricardo parte para a Póvoa de Varzim e a Verónica segue, com a carrinha, para Aveiro. Vai pela costa, a saborear as maravilhosas praias da zona: a praia da Barra, praia da Costa Nova e, por último, a praia da Mira, onde passa a noite, embalada pelas ondas do mar. O resto do fim de semana afaga a lentidão, enchendo-se de pequenos passeios e algum surf. Uns dias para respirar e recuperar da vida agitada que se havia precedido.

Algures no Atlântico, temos o nosso casal preferido na ilha do Faial. Infelizmente só lá passaram um dia do fim-de-semana, numa ilha que notaram desde logo ser diferente. Ficaram alojados perto da praia de Porto Pim, com uma vista magnífica e em apartamentos ecológicos, minimalistas e todos em madeira. “Eram a nossa cara”, admite a Matilde. Porto Pim Bay Apartamentos é uma experiência a repetir. Aproveitaram, então, para passar o dia na praia de Porto Pim, que é uma das únicas praias de areia da ilha, situada dentro da cidade, num recanto do monte da Guia. Na vizinhança pode encontrar-se a fabrica da Baleia, bastante famosa e paragem obrigatória para quem lá passa. Infelizmente, os nossos protagonistas não tiveram oportunidade de visitá-la. Fica para uma próxima.

Seguem para a ilha de São Miguel. É lá que se começa a levantar o alarmismo do Coronavírus, que lhes traz alguma preocupação. Tomam providências, mas, por essa altura, ainda não era tempo de parar.

Segunda-feira acorda para a Verónica e o Ricardo, na escola Dr. Serafim Leite, em S. João da Madeira, com uma palestra marcada pelo “sucesso” e o “entusiasmo”. Para desanuviar do problema que já se adivinhava, à tarde decidiram gastar as energias num jardim, com um plano de treino feito pelo nosso atleta Ricardo. Escusado será dizer que o dia seguinte foi bastante doloroso para a Verónica. “Andar estava difícil”, declara. Após uma palestra na antiga escola do Ricardo, onde abraços e recordações não faltaram, decidem os dois voltar para Aveiro, e ponderar o que iriam fazer face aos novos desenvolvimentos do COVID-19. Decidiram ficar por casa no dia seguinte.

Entretanto, na ilha de São Miguel, os TravelB4Settle lançam a semana na escola secundária da Lagoa, com mais de 100 alunos. Admitem, sem rodeios, ter sido a melhor audiência que já tiveram, com alunos extremamente interessados e de mentalidade aberta. Notaram, também, que o sotaque era muito diferente das ilhas anteriores, mais cerrado. Por vezes tiveram até dificuldades em perceber as questões dos alunos, o que deu origem a vários momentos cómicos. A terça-feira arranca naquela que os habitantes locais dizem ser a zona mais bonita da ilha. Para além de bonita, contam os nossos protagonistas, é remota e de difícil acesso, o que aumenta, de certa forma, a magia do lugar. Estamos em Povoação, fica a dica a quem lá for.

Lagoa de S. Brás
Lagoa de S. Brás créditos: TravelBSettle

A última palestra dos TravelB4Settle e desta edição da Road Trip Gap Year Portugal powered by Moche teve lugar na escola da Ribeira Grande, uma zona lindíssima dos Açores. Antes da Road Trip ser oficialmente cancelada, os nossos protagonistas ainda tiveram tempo de dar uma voltinha. Primeiro foram até à praia de Santa Bárbara, uma das praias mais bonitas de Ribeira Grande. São Miguel é, claro, muito conhecida pelas suas lagoas. Os nossos TravelB4Settle pensavam que já tinham visitado quase todas, nas suas outras viagens à ilha, contudo, aparentemente, tinha-lhes espado esta: a lagoa de S. Brás. Ficaram encantados pela beleza do sítio. “Eramos só nós e os patos”, conta-nos a Matilde. Uma joia escondida dos Açores, que os leitores devem apontar, caso planeiem ir a este cantinho do nosso Portugal.

De seguida, por recomendação de amigos, foram até Vila Franca do Campo, a uma praia pertíssima do ilhéu, onde se podem tirar fotografias de cortar a respiração (pessoal do Instagram, olhem a dica!). Por fim, com o dia já a cair, deram um pulinho à lagoa do fogo. Não propriamente à lagoa, mas à vista sobre ela. Nada poderia ser melhor que esse cenário para a despedida. É que, sabem, com a lagoa do fogo termina a road trip e inicia-se o período que todos nós estamos a viver: a quarentena. Felizmente estavam alojados na casa da Margarida, um alojamento local que lhes valeu de muito, e os abrigou neste momento menos bom.

Vila Franca do Campo
Vila Franca do Campo créditos: TravelB4Settle

“A Associação Gap Year Portugal tomou a decisão consciente e responsável que lhe cabia tomar, de cancelar o projeto. Apesar de ser uma pena e ficarmos todos tristes com esta situação, era sem dúvida o passo correto a dar em prol de uma sociedade consciente e cuidadosa, porque somos todos cidadãos responsáveis uns pelos outro.”, relata a nossa Verónica. Foi, de facto, com o coração pesado que a Gap Year Portugal encerrou o projeto, desta maneira inesperada, mas foi, como disse a Verónica, a decisão correta a tomar. Apelamos ainda para o civismo de todos, para que escolham ficar em casa e cancelar, por enquanto, os vossos projetos, tal como nós fizemos. A união faz a força, e agora, é momento disso.

Para o ano estaremos de volta com outra edição da Road Trip Gap Year Portugal. Esperamos que a situação se resolva e que possamos, em breve, voltar a inspirar jovens pelo país fora.

Agradecemos ainda aos nossos gappers Matilde, Miguel, Verónica, Ricardo, Marta, Beatriz e Pedro, pela dedicação e pela animação que espalharam por aí, nos últimos meses, às escolas que nos acolheram e claro, aos nossos parceiros. Despedimo-nos assim, de mais uma edição da Road Trip Gap Year Portugal, powered by Moche. Até breve.

Carolina R. de Sousa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.