Um grande número de estâncias de esqui pode ser acedido, de maneira fácil e rápida, a partir da maior cidade da Suíça, por isso marque os seus bilhetes para Zurique com a TAP e garanta umas férias inesquecíveis e cheias de diversão para toda a família.

É difícil os miúdos ficarem aborrecidos, pois a cidade oferece uma série de experiências emocionantes para todas as idades e interesses — sejam desporto, tecnologia, natureza ou arte.

Veja aqui tudo o que não pode perder.

FÉRIAS NA NEVE

A opção de excursões familiares é imensa e graças às curtas distâncias e à grande variedade de atividades de lazer, é possível ver e fazer muito num curto espaço de tempo.

Se o foco for o desporto e as brincadeiras na neve, há muito por onde escolher:

Flumserberg, a apenas uma hora de Zurique, tem pistas para agradar a todos, desde iniciantes a profissionais.

Sattel-Hochstuckli, também a cerca de uma hora da cidade, é perfeita para famílias. Tem uma localização central, preços razoáveis, é pequena o suficiente para ninguém se perder, mas grande o bastante para manter todos divertidos e ocupados.

Já o Mythenpark — a 75 minutos de comboio a partir de Zurique — é uma das estâncias preferidas dos praticantes de snowboard e freeskiers, com a pista no Rotenflue a fazer a alegria dos jovens freestylers.

Os resorts Mattstock e Arvenbuel em Amden, com vista para o lago Walen, são outras boas opções a apenas 70 quilómetros de Zurique.

Um pouco mais longe fica Hoch-Ybrig, que é particularmente adequado para os entusiastas de desportos de inverno; tem encostas com diferentes níveis de dificuldade, e um parque de esqui cross para os mais ousados.

O Monte Titlis, a 3.020 m de altura, é igualmente um destino popular para excursões e desportos de inverno na Suíça Central e pode, com facilidade, ser visitado a partir de Zurique.

zurique
créditos: Pixabay

NATUREZA

Mas há mais para fazer nesta cidade se quiser ir além das atividades proporcionadas pela neve.

Se estiver a viajar com crianças, experimente visitar o jardim zoológico. Os seus filhos com certeza vão adorar ficar cara a cara com os animais favoritos!

Faça uma excursão pela montanha Uetliberg, na região em volta do Lago de Zurique. Toda a família vai poder respirar o ar fresco e, com alguma sorte, ter oportunidade de observar esquilos, pica-paus e corujas dos bosques.

O lago de Lützel também merece uma visita. O trilho circular de 2,8 quilómetros permite apreciar uma das mais belas paisagens da região de Zurique.

Perto do lago, podem ser avistadas cegonhas, assim como outras espécies de aves. A primavera, habitualmente, ainda é muito fria para tomar banho, mas os mais corajosos (e menos friorentos) podem fazê-lo. A qualidade da água do lago é boa e há até uma área balnear.

Visite as cascatas que ficam nas redondezas de Zurique — na primavera, quando a neve começa a derreter, as quedas de água atingem o seu ponto máximo e ficam lindas!

zurique
créditos: Pixabay

MUSEUS E OUTRAS ATIVIDADES DENTRO DA CIDADE

Se o tempo estiver mau, leve os miúdos a um museu. Muitos dos museus de Zurique organizam exposições divertidas e workshops especialmente dirigidas a crianças. O Museu Aathal de Dinossauros, o Castelo de Kyburg, perto de Winterthur e o Museu das Crianças Suíças, são alguns dos melhores lugares de Zurique para visitar com crianças. A sala de concertos Tonhalle, o centro de dança Tanzhaus e vários teatros oferecem igualmente programas especiais para os mais pequenos.

Graças à excelente rede de transporte público, as distâncias são curtas e as atrações nos arredores da cidade facilmente acessíveis. Adquirir o Cartão Zürich é uma boa ideia.
O Cartão oferece — ao longo de um período de 24 ou 72 horas — viagens ilimitadas de 2ª classe de elétrico, autocarro, barco e teleférico na cidade de Zurique e região circundante; Passeios de barco curtos e cruzeiro no rio Limmat; entrada gratuita ou com desconto em 40 museus; 50% de desconto nos tours a pé pela parte antiga da cidade de Zurique e muitas outras experiências.

zurique
créditos: The Travellight World

Vale a pena embarcar num cruzeiro pelo rio Limmat. Os barcos que fazem este percurso — “Felix" e "Regula" — têm o nome dos santos padroeiros da cidade suíça, e um terceiro — “Turicum" — recebeu o antigo nome romano de Zurique. Todos dispõem de teto em vidro para que os passageiros possam, sem problemas, apreciar as vistas do pitoresco centro histórico e do lago.

Entre as atrações a não perder no centro histórico estão a Câmara Municipal, o Lindenhof e a igreja Grossmünster.

Se subir os 187 degraus da Torre Grossmünster vai ser recompensado com as melhores vistas da cidade e dos Alpes, estas últimas só visíveis se o céu estiver limpo.

Para descansar um pouco, pare nos Jardins Chineses ou visite o Jardim Botânico de Zollikerstrasse.

zurique
créditos: The Travellight World

SECHSELÄUTEN E “BÖÖGG"

A primavera é, por regra, a época mais colorida do ano para visitar Zurique. Com as flores a despontarem por todo o lado e os campos a vestirem-se de verde, a cidade saí à rua e os eventos sucedem-se. O mais famoso é o Sechseläuten.

Sechseläuten é o Festival da Primavera em Zurique. A tradição remonta ao século XVI, quando foi decidido que o segundo maior sino da igreja Grossmünster deveria tocar, na segunda-feira após o equinócio, para marcar o fim dos meses de inverno.

As comemorações geralmente começam no segundo ou terceiro domingo de abril com uma procissão infantil bem colorida. Já na segunda-feira é a vez dos membros das associações mais nobres de Zurique desfilarem. O desfile é composto por cerca de 3.500 pessoas, 350 cavaleiros, 50 carroças puxadas por cavalos e 30 bandas. Uma festa digna de se ver!

zurique
créditos: The Travellight World

O "Böögg" é outra tradição da cidade, que faz parte do Festival Sechseläuten desde o início do século XX. Recebeu o nome de um boneco de neve de 3.4 m de altura que fica em cima de uma pira de 10m de altura.

Pergunta-se a este boneco a previsão do tempo para o verão e durante o Festival Sechseläuten, a pira é acesa (por volta das 18h00) e quanto mais rápido o fogo atingir o boneco de neve e fizer a sua cabeça explodir — a cabeça está carregada de fogo de artifício — melhor será o verão. Conta a lenda que o “Böögg” nunca falha e isso ficou provado em 2003, quando a cidade passou por um verão anormalmente quente e a cabeça do Boogg, nesse ano, explodiu no tempo recorde de 5 minutos e 42 segundos!

Recentemente surgiu uma nova tradição em volta do Sechseläuten: após a queima oficial do “Böögg”, pessoas de todas as idades reúnem-se, pela noite dentro para grelhar e comer salsichas junto das brasas da pira.

Zurique ida desde 58€