No ano de 2013, resolvemos fazer uma das viagens mais míticas da História, percorrer por terra a legendária Rota da Seda, da Europa até ao Extremo-Oriente. Desde a Antiguidade até à Idade Média, a Rota da Seda foi, na realidade, um conjunto de rotas comerciais que ligavam a China à Turquia, onde circulavam pessoas, ideias, filosofias, e produtos como a seda, mas também lã, coral e âmbar, trocados por especiarias, ébano e pedras preciosas. O comércio na Rota da Seda expandiu-se e retraiu-se ao sabor do crescimento e desaparecimento de impérios como o romano, persa e chinês, e conheceu o seu fim a partir do momento em que novas rotas marítimas, entre o Ocidente e o Oriente, foram descobertas por portugueses e espanhóis.

Pode apreciar algumas das fotografias desta viagem na galeria abaixo.

Escolhemos a nossa rota como os antigos mercadores e exploradores, em função das condições de segurança ao longo da Ásia Menor, Médio Oriente, Ásia Central e Extremo-Oriente. Pusemos de parte países com uma longa história relacionada com a Rota da Seda, como o Iraque, Afeganistão e Síria, e optámos por fazer a nossa viagem começando em Istambul, entrando depois no Irão, atravessando a seguir o Turquemenistão, Uzbequistão e Quirguistão, para chegar à China, e terminar a viagem na mítica cidade de Xian.

Foram dois meses de uma dura aventura, em que atravessámos desertos de um calor asfixiante, no Irão e Turquemenistão, e montanhas de cumes nevados no Quirguistão e China. Visitámos cidades perdidas no Irão e Uzbequistão, e metrópoles vibrantes na Turquia e China. Convivemos com diferentes povos e religiões, conhecendo as mesquitas do Islão, os mosteiros do Budismo, e os templos desaparecidos de religiões e deuses antigos. Testemunhámos a transição, no terreno, entre o Ocidente e o Oriente e demo-nos conta que, ainda hoje, percorrer a Rota da Seda é uma lição de humildade, de solidariedade e de tolerância, tão importantes nestes tempos difíceis e dados a extremismos religiosos e racismos.

Os nossos artigos feitos sobre a Rota da Seda podem ser consultados aqui.

Se gosta dos nossos artigos, siga-nos no FacebookYoutube ou no Instagram. Gostávamos de ter a sua companhia. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.