Há muitas razões para visitar Sevilha, principalmente na época da Semana Santa, por isso aproveite os voos para Sevilha da TAP e vá descobrir por si mesmo porque é que esta cidade, linda, romântica e rica em história árabe e cristã, merece toda a fama que lhe é atribuída.

Veja aqui tudo o que não pode perder em Sevilha.

SEMANA SANTA

A Semana Santa é a principal festa de Sevilha e além de ser a manifestação de um profundo sentimento espiritual, é considerada uma forma de arte. Do Domingo de Ramos ao Domingo de Páscoa, quase sessenta confrarias tomam as ruas para reviver a Paixão e a Morte de Cristo.
As procissões que percorrem as ruas cantam um estilo especial de flamenco chamado saeta — uma velha tradição mantida viva pelas confrarias.

A Semana Santa em Sevilha não é apenas uma festa católica com mais de quatrocentos anos, mas a síntese de toda uma cultura. É uma experiência em que todos podem participar, sem quaisquer distinções de classe. É ao mesmo tempo, religiosa e artística, séria e alegre.

Se quiser ver melhor as figuras e as procissões, procure lugares distantes da rota oficial, que é onde todas as confrarias passam a caminho da Catedral e onde a maioria das pessoas se concentra. Preste atenção ao estilo barroco de algumas das imagens, como a do Cristo de la Expiración — conhecido como "El Cachorro" — considerada por muitos como uma obra-prima da representação da agonia de Cristo.

A Sexta-Feira Santa, juntamente com o sábado de Páscoa, são provavelmente os dias mais movimentados, mas depois das enormes multidões da “madrugá” (noite de quinta para Sexta-Feira Santa), tudo costuma ficar mais calmo.

sevilha
créditos: PxHere

TRIANA

Na Andaluzia, poucos bairros são tão cheios de romance e mitos como Triana, o antigo bairro cigano de Sevilha que fica do outro lado do rio Guadalquivir. Das suas belas ruas vieram alguns dos mais influentes artistas de flamenco e toureiros dos últimos dois séculos. A sua profunda associação com estas duas formas de arte cigana reflete-se na riqueza dos bares de tapas, cujas paredes estão muitas vezes repletas de posters antigos e fotografias de artistas de flamenco. Também é conhecida por lindas cerâmicas artesanais, que adornam as paredes das antigas casas caiadas de branco.

SANTA CRUZ

Ao redor da praça central, próximo da catedral de Sevilha e do mourisco Real Alcazár, fica o charmoso e antigo bairro judeu de Santa Cruz. Este é o coração fervilhante da Sevilha turística, mas não perdeu o ambiente de cidade pequena que a definiu durante séculos. Neste labirinto de ruas estreitas encontram-se alguns dos melhores bares de tapas e casas de flamenco da cidade. Passear por Santa Cruz é uma experiência por si só. Praças escondidas como a bela Plaza de Doña Elvira encantam qualquer visitante com as suas cores vibrantes e idílica serenidade.

FLAMENCO

O flamenco nasceu na Andaluzia, por isso este é o lugar perfeito para experimentar um espetáculo tradicional e autêntico. No entanto, com a enorme quantidade de opções disponíveis em Sevilha — alguns deles reconhecidamente turísticos —, garanta que escolhe com cuidado o melhor lugar para ir. A Casa del Flamenco é um estabelecimento que não desilude, oferecendo ao visitante uma visão abrangente da cultura flamenca com os seus excelentes shows apresentados num clássico pátio andaluz. Alguns dos artistas mais talentosos da Espanha tocam aqui, por isso é garantido que tão cedo não esquecerá esta experiência.

Sevilha
Sevilha créditos: The Travellight World

TAPAS TRADICIONAIS E MANZANILLA

Espinafre e grão-de-bico (espinacas con garbanzos) é uma das muitas tapas típicas de Sevilha que mostram a herança mourisca da cidade.
Apesar de não haver escassez de lugares gourmet onde comer estas especialidades sevilhanas, há algo de realmente especial em entrar numa taberna autêntica e informal para comer com os habitantes locais. Tente a Casa Morales, na Calle García de Vinuesa, onde pode provar um pouco de tudo, e descobrir o melhor da gastronomia andaluza.

Duas coisas que absolutamente deve experimentar quando visitar Sevilha são o xerez manzanilla e o presunto ibérico.

Manzanilla é o vinho mais popular entre os habitantes de Sevilha. Não se pode deixar a cidade sem o experimentar, e a atmosfera autêntica do Bar Las Teresas é perfeita para isso, especialmente quando combinado com um delicioso presunto ibérico. Prefere algo mais doce? Experimente o vino de naranja — uma especialidade única de Sevilha. O vinho de laranja está disponível na Taberna Álvaro Peregil desde que o bisavô de Álvaro o apresentou à cidade em 1904.

PLAZA DE ESPAÑA

Há uma série de maravilhas arquitetónicas em Sevilha, mas poucas se comparam à beleza da Plaza de España. Construída para a Exposição Ibero-Americana de 1929, rapidamente se transformou numa das atrações mais populares da cidade. Quando visitar a praça, não deixe de passar pelo deslumbrante parque Maria Luisa que fica mesmo ao lado — é perfeito para fugir da agitação do centro da cidade.

CATEDRAL

Nenhuma viagem a Sevilha fica completa sem uma visita à icónica catedral da cidade. Os detalhes e a complexidade da decoração desta, que é oficialmente a maior catedral gótica do mundo, vão deixá-lo sem palavras. Não perca a oportunidade de subir à torre da Giralda — o minarete da antiga mesquita sobre a qual foi construída a atual catedral. Lá de cima as vistas são incríveis!

sevilha
créditos: PxHere

REAL ALCÁZAR

O Real Alcázar é outra paragem obrigatória de qualquer visita a Sevilha. Localizado em frente à Catedral, esta fortaleza mourisca que evoluiu para um Palácio Real e até já serviu de cenário a algumas cenas da série "Guerra dos Tronos", é um dos melhores exemplos da arquitetura mudéjar (moura e cristã) na Península Ibérica.
Considerado o mais antigo palácio da Europa ainda em uso, possui uma beleza lendária e uma importância histórica inegável.
O Real Alcázar foi construído ao longo de quase 500 anos e não constitui apenas um edifício, mas um complexo de edifícios, pátios interiores e jardins.

sevilha
créditos: The Travellight World

MUSEU DE BELAS ARTES

Local de nascimento de artistas como Velázquez, Murillo e Zurbarán, não é surpresa que Sevilha tenha uma das coleções de arte mais significativas de toda a Espanha. Obras destes mestres podem ser encontradas no Museu de Belas Artes — um edifício deslumbrante, completo com um típico pátio andaluz.

FEIRA DE ABRIL

Como convém a uma cidade com a reputação de Sevilha, a sua feira anual — a lendária Feria de Abril — é considerada (pelo menos pelos sevilhanos) a maior e mais importante da Andaluzia. Não há nada parecido em qualquer outro lugar da Espanha. Esta enorme feira — que começa geralmente duas semanas depois da Semana Santa — deixou para trás o seu humilde começo num simples mercado de gado e ocupa agora um grande recinto chamado Real de la Feria, por onde circulam cavaleiros, carruagens puxadas por cavalos e centenas de visitantes.

sevilha
créditos: The Travellight World
Sevilha desde 68€