Uma das grandes atrações da "villa nobre e leal" de Lekeitio, em Biscaia, é a ilha de San Nicolás, também conhecida o como Garraitz, situada ao largo da Playa Isuntza. Existem duas formas de chegar à ilha e ambas incluem uma caminhada. Quando a maré desce, um caminho pavimentado aparece, junto à praia de Isuntza, permitindo que os visitantes caminhem em direção à ilha. Quando a maré está completamente baixa, é ainda possível chegar à ilha pela praia de Karraspio, caminhando diretamente pela areia. Assim que os turistas chegam à ilha desabitada, podem subir ao topo, onde podem desfrutar de vistas da costa basca dignas de cartões postais.

Para evitar ficar "preso" na ilha ou ter de voltar a nado, é importante estar atento às marés. O posto de turismo publica tabelas de marés, para evitar surpresas mas, geralmente, existem duas marés altas e duas marés baixas a cada 24 horas. Quando a maré sobe, a ligação ao continente é completamente submersa. Antes de visitar a ilha é importante que os turistas decorem os horários das marés, para não correrem riscos.

A ilha tem 250 metros de comprimento e 48 metros de altura no topo. Quando a maré baixa, uma pequena praia fica a descoberto, onde os visitantes podem apanhar sol e mergulhar nas águas cristalinas. A ilha está desabitada, não tem carros nem qualquer edifício, porém existem restos do antigo eremitério, construído no século XVI, em homenagem a San Nicolás de Bari, que deu nome à ilha.

Acredita-se que os doentes com lepra eram enviados para a ilha para ficarem afastados da população e, no século XVII, os frades franciscanos instalaram-se na ilha, onde permaneceram durante algumas décadas. O eremitério foi reconstruído em 1734 e demolido em 1795.

Na parte superior da ilha estão restos de pedra de uma fortaleza murada de onde os soldados franceses controlavam o horizonte na época da Guerra da Independência.

Durante o verão, a ilha conta com uma programação recheada de exposições de arte de artistas locais e várias atividades culturais.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.