Quem já deu uma espreitadela no meu blogue sabe que me perco de amores por parques arqueológicos e civilizações antigas. Assim, quando visitei Chipre, os Túmulos dos Reis estavam no topo das minhas prioridades.

Os visitantes podem vaguear livremente pelo parque e descer até aos túmulos subterrâneos para fotografar e ver uma série de oito tumbas. O lugar fica na cidade Paphos e a entrada é barata (2,50 euros).

A arquitectura destas estruturas ainda é bastante impressionante, algumas estão bem preservadas e parecem-se mais com casas do que com túmulos, têm colunas, átrios e pórticos. Infelizmente, muito pouco dos frescos que os adornavam conseguiram sobreviver à passagem do tempo, mas ainda assim conseguimos ver fragmentos aqui e ali.

Apesar do nome, os Túmulos não foram construídos para reis mas sim para a elite do período helenístico e romano. Pensa-se que foram usados até ao século IV, possivelmente, até mesmo pelos primeiros cristãos.

Como muitos outros lugares deste tipo, os Túmulos dos Reis foram danificados e sujeitos a saques mas ainda mantém esplendor e grandiosidade suficientes para serem classificados como Património Mundial da UNESCO e encantarem quem os visita.

Sigam as minhas aventuras mais recentes no Instagram e no Facebook

Artigo originalmente publicado no blogue The Travellight World

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.