Em primeiro lugar: Duwisib Castle fica no meio do nada.

Duwisib Castle
Duwisib Castle créditos: Who Trips

Está referenciado na literatura turística da Namíbia mas não é um dos destaques.

Duwisib Castle
Zona circundante ao castelo créditos: Who trips

Depois, tem de se conduzir muito para lá chegar, fazer um longo desvio da via principal e regressar porque não tem muitas opções onde comer ou dormir. Havia apenas na proximidade um lodge com zona de campismo. Nada mais para além do castelo.

Duwisib Castle
Duwisib Castle créditos: Who trips

Assim, no meio do nada, o capitão Hans Heinrich von Wolf decidiu construir a sua fortaleza. Ele e a sua mulher, uma cidadã norte-americana.

Duwisib Castle
Interior do Duwisib Castle créditos: Who trips

Casaram em 1907 e decidiram viver na Namíbia e criar cavalos. Para isso compraram cerca de 35.000 hectares de terrenos, contrataram um arquiteto famoso e, em 1908, estava a ser construído o castelo, em estilo medieval, numa região semi-desértica do sul da Namíbia, então colónia alemã.

Duwisib Castle
Quarto no castelo créditos: Who Trips

O castelo foi construído em pedra vermelha, muitos dos materiais foram importados da Europa e verifica-se o cuidado e o requinte do mobiliário e da decoração. A zona envolvente era verdejante, com algumas árvores em redor do castelo, o que reforçou a sensação de um lugar calmo e sossegado. Um oásis.

Duwisib Castle
A região tem terrenos planos e quintas muito grandes, a perder de vista créditos: Who trips

A parte dramática da história começou com uma viagem de barco quando seguiam para a Europa (queriam comprar mais cavalos) e eclodiu a I Grande Guerra. O navio foi desviado para o Rio de Janeiro mas conseguiram, mais tarde, chegar à Europa.

Duwisib Castle
Interior do castelo créditos: Who trips

O capitão decidiu alistar-se no exército alemão. Poucos meses depois morreu numa batalha e a mulher recusou regressar à Namíbia.
Há mesmo uma lenda que diz que muitos dos cavalos que percorrem em liberdade algumas das áreas da Namíbia são descendentes do cavalo atlético, de raça Thoroughbred (puro sangue inglês), que pertencia à mulher do capitão.

Duwisib Castle
Inscrição oficial próximo do castelo créditos: Who trips

Durante muitos anos, o castelo esteve abandonado e sofreu uma profunda degradação. Em 1970, foi adquirido pelo estado e foi renovado em 1991. Funciona como museu e preserva alguns dos objetos originais.

Duwisib Castle
Entrada para o lodge créditos: Who trips

Muito próximo do castelo há a Duwisib guest farm & camping, onde há alojamento e uma área de camping. É uma das poucas opções da zona.

Duwisib Castle
Quilómetros sem ninguém, com um amplo horizonte créditos: Who trips

O único modo de chegar ao castelo é de carro.
O percurso mais usual é entre Sossusvlei/Sesriem e Luderitz, sensivelmente a meio da C27, uma estrada de gravilha e terra batida. Depois, tem de se apanhar a D826 (havia sinalização para Duwisib Castle) e, em algumas partes, o piso exigia velocidade mais lenta.

Duwisib Castle
No percurso encontramos formações surpreendentes créditos: Who trips

Quem segue na via principal, a B1, faz um desvio em Mariental até Maltahohe e, depois, segue por uma via secundária. A distancia de Maltahohe até ao castelo é de 70 km.

Veja aqui mais fotos da Namíbia

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.