Ao entrar neste oásis urbano, fica-se com a sensação de estar a pisar num cenário do filme Avatar. A primeira coisa que chama a atenção são as numerosas super árvores de aço que variam entre 25 a 50 metros de altura.

Os Jardins estão divididos em três ecossistemas principais: The Supertree Grove, The Cloud Forest e The Flower Dome.

O Supertree Grove é o complexo formado pelas super árvores.

Estes jardins verticais são compostos por cerca de 300 espécies de plantas e têm painéis solares que geram electricidade. Se durante o dia as árvores já são admiráveis, à noite, iluminadas, elas ficam ainda mais bonitas.

Podemos subir até à Skyway, uma ponte de 128 metros que fica pendurada 22 metros acima do chão, para passear entre as super árvores e ver os jardins de outra perspectiva.

O The Cloud Forest e o The Flower Dome são duas estufas incríveis.

A Cloud Forest surpreende-nos pela sua configuração original e inovadora. Basicamente, é uma montanha artificial, com 35 metros de altura, trilhas e túneis e uma enorme cascata que imediatamente nos transporta para uma atmosfera de floresta tropical e para a sua extraordinária flora. Assim que entramos notamos a mudança da temperatura e da humidade. Podemos subir até ao topo da cascata e depois ir descendo para explorar a biodiversidade única que é mantida aqui.

No Flower Dome - considerada a maior estufa em formato cilíndrico do mundo -, as condições climáticas são semelhantes às condições encontradas na América do Sul, África do Sul e Austrália. Uma das principais atracções deste lugar é uma área composta por 7 jardins contendo diferentes tipos de flora. Ao entrar na estufa, o caminho atravessa vários cenários. Há uma área com baobás, outra com oliveiras, outra com cactos e diversas outras áreas com diferentes espécies vegetais. Cartazes informativos prestam informações aos visitantes sobre as plantas.

Para além destas atracções maiores, os jardins têm esculturas interessantes para ver e outras zonas para visitar como os Heritage Gardens, onde podemos descobrir a diversificada história de Singapura através dos jardins chinês, colonial, indiano e malaio. E a zona dos lagos que tem um fascinante ecossistema aquático.

Uma última dica preciosa para quem vai visitar este ex-libris de Singapura: para evitar as filas, compre os bilhetes online no site oficial Gardens by the Bay.

Sigam as minhas aventuras mais recentes no Instagram e no Facebook

Artigo originalmente publicado no blogue The Travellight World

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.