A influencer e viajante portuguesa Vera (verasantos_06) fazia anos em pleno Março de 2020 quando seguia de comboio tal como é muito habitual no Sri Lanka. Portanto, em plena pandemia da COVID-19. Foi incauta quanto a esta pandemia, pois já estava a viajar há cerca de dois meses na Ásia. De mochila às costas e de roteiro escrito no coração, ela ‘abandonou’ Portugal com a vontade de se orientar ‘a Oriente’. Como a maioria dos viajantes no início do ano de 2020, ela enfrentou os bloqueios de fronteiras e o apressar do regresso. E ainda não se percebia bem a Guerra do Corona Vírus que estamos, agora, a enfrentar. Mas a viajante chegou sã e salva a Portugal. E a isto juntou-se algo que não foi positivo, mas faz parte das experiências que deve ter em conta quando viaja pelas linhas férreas do Sri Lanka.

Ficou absorta com um barulho e um odor estranho advindo da travagem abrupta da locomotiva. Cheirava a ferro queimado, profundo, incómodo! O que tinha acontecido? O comboio atropelou um nativo. Ali não há cancelas, apesar dos avisos por uma campainha pouco gritante. As linhas são antigas me não há avisos. Isto atropelou a emoção da Vera que não contava com tal na sua data de aniversário. Começou o frenesi de dentro do comboio para fora. Todos acorreram até ao local do acidente e levaram o rapaz acidentado para a carruagem de enfermaria do comboio. A Vera filmou tudo e suspirou, pois percebeu que ele estava com vida, apesar de estar quase jazendo numa maca feita de tábua simples. Veio para Portugal a pensar como teria ficado aquele homem. Esperemos que bem. A Vera deixou um pouco da sua alma ali, juntamente com os sorrisos, a beleza e os sustos do Sri Lanka. Mas sobretudo com a vida selvagem em que decidiu empreender outra viagem, agora não de comboio.

Estou a falar do safari, aliás foi o principal sonho da Vera neste país. Impressionou-se com muito mais quando chegou ao fim de dois meses e meio nesta travessia pela Ásia. Contudo foi o Sri Lanka, as pessoas, o seu guia turístico e o safari que mais a marcaram. Anote isto! A Vera nunca viu elefantes e ficou estagnada numa emoção de grandeza. Mas aquela grandeza que só os bons sábios compreendem com humildade. Ela teve pena de ver não ver ursos, queria mesmo ver ursos! Ainda avistou um crocodilo de fugida. O crocodilo é que estava de fugida. Não ela. Parece-me que a Vera é uma aventureira como eu. Sou louca por safaris e então terei de colocar na minha lista… Sri Lanka. O namorado da Vera levou um drone para poder captar o melhor do safari. E eu aconselho, sem dúvida, a utilizarem este tipo de dispositivos como drones. Se puderem, é inestimável o álbum que trarão convosco. Inspirem-se na galeria de fotos acima que a viajante produziu desta viagem.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.