A deslizar por uma estrutura metálica que repousa sobre a parede do penhasco, as três cabines panorâmicas movem-se a uma velocidade que pode chegar a 5 metros por segundo, equivalente a 18 quilómetros por hora.

A viagem dura 88 segundos nesta obra de engenharia, reconhecida desde 2015 pelo Guinness Book of Records como "o elevador externo mais alto do mundo".

"É super rápido", exclama Jin Shihao, um turista chinês idoso que afirma não ter sentido medo na subida, pela qual pagou 125 iuanes (cerca de 16 euros) para uma viagem de ida e volta.

Inaugurado em 2002, o elevador Bailong ("Cem dragões", em chinês) está localizado na província montanhosa de Hunan, especificamente na área da cidade de Wulingyuan, que faz parte do património mundial da Unesco desde 1992.

"Uma das razões pelas quais vim aqui é porque este lugar inspirou 'Avatar'. Gostamos muito do filme e este lugar é maravilhoso", disse Qiao Ke, um turista de 45 anos, acompanhado da família.

Wulingyuan cobre uma área de 26.000 hectares, na qual existem cerca de 3.000 pináculos rochosos, alguns deles com 200 metros de altura.

Essa paisagem natural, quase onírica, ficou conhecida mundialmente por ter inspirado o diretor James Cameron a criar Pandora, o planeta imaginário onde se passa seu famoso filme, lançado em 2009.

"Construímos o elevador, porque a topografia do local realmente se presta a esse meio de transporte", diz Liu Jie, diretor da empresa que opera o elevador.

"Antes havia apenas um teleférico com capacidade muito limitada, e os turistas tinham que esperar muito", ou subir a pé, o que "leva três horas" e "não é muito prático", acrescenta.

Uma média de 8.000 pessoas usa este elevador todos os dias. No ano passado, antes do aparecimento da pandemia de coronavírus, foram cerca de 14.000.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.