Bonne Terre Mine, Missouri (EUA)

A mina Bonne Terre, um local histórico nacional, é o maior resort de mergulho de água doce do mundo. Poderá apreciar não só a sua arquitetura gigantesca, como fazer mergulho durante o ano inteiro. Há também trilhos ao longo da mina, para passeios a pé, e ainda passeios de barco. A mina entrou em funcionamento em 1860 e fechou portas cem anos depois, em 1960. Hoje em dia é uma das maiores atrações do estado do Missouri.

Slate Caverns, Snowdonia, País de Gales

Venha conhecer a história desta mina que chegou a empregar 17 mil homens na altura da Revolução Industrial. No final do século XIX, eram extraídas meio milhão de toneladas de ardósia por ano e as suas mercadorias divididas à mão eram exportadas para os quatro cantos do mundo.

Atualmente, uma das suas atrações, a Slate Mountain Adventure, começa com uma aventura off-road num camião militar e através do qual irá conhecer alguns dos locais históricos associados à mineração em Llechwedd, alguns com quase 300 anos. A seguir entre no teleférico mais íngreme da Grã-Bretanha e explore algumas das cavernas e sistemas de túneis do tamanho de uma catedral, antes frequentados pelos mineiros.

Kolmanskop, Namíbia

Uma cidade fantasma no deserto da Namíbia construída em 1908, a cerca de 10 km a leste da cidade portuária de Lüderitz. A cidade foi habitada por alemães e a sua construção tinha como objetivo a exploração de diamantes. Mas em 1954 acabou por ser abandonada. Por se encontrar no meio do deserto, com o tempo a areia começou a invadir as construções de outrora. Em 1980, a empresa de minas De Beers restaurou vários edifícios e construiu um museu no local, que é atualmente uma das suas atrações turísticas.

Mina de sal Turda, Roménia

O excelente estado de conservação da mina e da maquinaria usada para transportar o sal, juntamente com o cauteloso trabalho de preparar a mina para se tornar uma atração turística, dão a este local um valor histórico único. A mina de Turda, que no seu início era uma das mais importantes da Transilvânia, entrou em declínio após 1840 devido à concorrência cada vez maior da mina de sal em Ocna Mures. Mas nos dias que correm, a mina voltou aos seus dias de glória oferecendo várias atividades para os turistas, que incluem conhecer de perto o equipamento de extração, explorar o lago subterrâneo através de um barco a remos e até andar numa roda gigante.

Mina de sal Wieliczka, Polónia

A mina de sal de Wieliczka, no sul da Polónia, fica dentro da área metropolitana de Cracóvia. Esta mina, escavada desde o século XIII, produziu sal de mesa continuamente até 2007, como uma das minas de sal mais antigas do mundo. A sua comercialização foi descontinuada em 1996, devido à queda dos preços do sal. A mina é agora um Monumento histórico polaco, onde os turistas podem usufruir de algumas atrações., que incluem poços e passagens labirínticas, exibições históricas da extração do sal, um lago subterrâneo, quatro capelas e inúmeras estátuas esculpidas por mineiros da altura e esculturas mais recentes de artistas contemporâneos.

Gold Reef City, Joanesburgo, África do Sul

É o parque temático mais famoso de Joanesburgo e foi construído por cima de uma mina de ouro. A ideia é recriar a década de 1880, a época da corrida ao ouro. Além de um casino, bowling, atrações para todas as idades, este parque temático também oferece uma visita guiada subterrânea às minas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.