Santa Cruz del Islote fica a duas horas de Cartagena, tem menos de 10 mil metros quadrados e vivem lá 1200 pessoas. Isso faz dela a ilha com maior densidade populacional do mundo, quatro vezes mais do que Manhattan.

Os moradores gostam de dizer que Santa Cruz foi descoberta há cerca de 150 anos por alguns pescadores de Barú, na costa colombiana. Quando notaram que a ilha não tinha mosquitos - uma raridade nas Caraíbas - montaram um acampamento. Naquela noite, segundo a lenda, os homens dormiram tão pacificamente que decidiram ficar.

Atualmente, os habitantes da ilha ocupam 90 casas, duas lojas, um restaurante, uma discoteca para todas as idades e uma escola. A maioria dos residentes trabalha fora da ilha.

Santa Cruz del Islote
Santa Cruz del Islote créditos: Uhkabu / CC SA 3.0

Não existe polícia ou médico na ilha, nem água corrente ou sistema de esgoto. Além disso, os residentes têm apenas algumas horas de eletricidade por dia, graças a um único gerador e a água potável é levada pela Marinha colombiana, de três em três semanas. A igreja, o cemitério e o campo de futebol ficam numa ilha vizinha.

Apesar disso, os moradores descrevem a vida na ilha como calma e pacífica. Até hoje, não há relatos de violência, nunca houve um conflito armado e as pessoas não se preocupam com o crime. Ninguém tranca as portas e as crianças são bem comportadas numa comunidade onde todos se conhecem e estão sempre a poucas centenas de metros de distância.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.