Uma vez que os percursos do Dino Parque são essencialmente feitos ao ar livre, a visita a este Parque torna-se ainda mais apelativa devido às circunstâncias atuais em que vivemos. Além disso, proporciona aos visitantes o melhor dos dois mundos: lúdico e didático.

É possível visitar o núcleo museológico e ficar a conhecer os achados de dinossauros provenientes da região e um laboratório que permite aos visitantes observar a preparação de fósseis. Este ano, o Dino Parque inaugurou Torre de Observação Jurássica, com cerca de 6 metros de altura, onde os visitantes podem contemplar uma vista deslumbrante sobre os principais e emblemáticos modelos de dinossauro. No mês de junho, foi inaugurada a exposição “BIG 5”, dedicada às maiores espécies terópodes da Europa. Já no mês de julho, o Parque recebeu uma novidade a nível mundial: o modelo em escala real, produzido pela primeira vez, de um dinossauro único que viveu apenas na região da atual Lourinhã: o Miragaia logicollum.

Existem cerca de 180 modelos à escala real prontos a proporcionar uma verdadeira experiência e aprendizagem ao nível paleontológico, numa viagem no tempo com mais de 400 milhões de anos, través de cinco percursos distintos: Paleozoico, Triásico, Jurássico, Cretáceo e Monstros Marinhos.

O parque temático assegura a máxima segurança, tendo implementado várias medidas de prevenção.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.