O seu nome provém da palavra berbere, que tem como significado “chifres”, o qual faz uma analogia com os picos montanhosos que ilustram a paisagem deste lugar mágico. Esta cidade, situada no norte de Marrocos, é de uma beleza imensa devido à sua arquitectura e à cor das suas casas, todas pintadas em tons azul, e com os seus telhados cor de rosa.

Em Chefchaouen pode visitar o castelo na praça central, a mesquita com o minarete octogonal (o único em todo o mundo muçulmano). Localizado na Praça Uta al-Hamman, a principal da cidade, o Kasbah Museum é uma antiga fortaleza do século XV, que foi utilizada pelos mouros como principal base de ataque aos portugueses que dominavam Asilah e outras cidades no norte da África.

Não perca ainda a zona do rio onde estão as lavadeiras, pode explorar a cidade pelas ruelas e descobrir pontos únicos, interagir com os locais e almoçar num dos imensos restaurantes.

Em Chefchaouen há várias lojas com artesanato local onde pode encontrar colchas, mantas, casacos e gorros feitos com padrões típicos da região.

As vestes tradicionais das mulheres são únicos no país, e aqui elas vestem em tons de azul em cima, e com uma colcha de riscas azuis e vermelhas em baixo como saiote.

As melhores alturas do ano para visitar são sempre a primavera e o outono. Para alojamento, o hotel Riad Hicham, localizado no coração da cidade, a pouquíssimos passos da praça Uta al-Hamman é um dos preferidos dos viajantes. Charmoso e bem decorado oferece um excelente custo-benefício.

Chefchaouen atrai hoje turistas do mundo todo e faz da cidade um dos cenários mais fotografados do Marrocos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.