Todos os anos, estas formações dentro dos glaciares mudam, uma vez que, durante a primavera e o verão, o derretimento do gelo constrói novas grutas. No outono e no inverno, as grutas são novamente reveladas. Só é possível observar uma gruta de gelo dentro de um glaciar durante o inverno. Com a chegada do verão, o gelo torna-se instável e inseguro para a presença humana.

A mais famosa gruta de gelo da Islândia fica no maior glaciar da Europa, o Vatnajökull, e também é conhecida como  Crystal Ice Cave.

Percorra a galeria de fotos e entre neste mundo mágico.

Terra de glaciares

Existem outras grutas de gelo que podem ser visitadas no país. A "terra de fogo e de gelo" conta com 13 glaciares, que cobrem 11,1% da área terrestre do país, pelo que opções para observar grutas de gelo, bem como fazer várias atividades nestes gigantes congelados, não faltam.

A Svínafellsjökull Ice Cave fica no Skaftafell National Park, costa sul da ilha, e a entrada é feita pela praia.

As grutas de gelo Kverkfjoll ficam no noroeste de Vatnajökull e são acessíveis com uma caminhada de 3 quilómetros a partir de Sigurðarskáli.

A Langjokull Ice Cave marca a diferença por ser obra da mão humana - um túnel de 30 metros dentro de um glaciar - e a única gruta de gelo que pode ser visitada durante todo o ano. Conheça aqui outras grutas de gelo islandesas.

Como visitar?

Entre todas as grutas de gelo da Islândia, a mais impressionante é a do glaciar Vatnajökull e é aquela que deve visitar, caso não tenha hipótese de ver mais nenhuma, recomenda o site Guide to Iceland.

Apesar de não terem nomes específicos, uma vez que mudam a cada estação do ano, a gruta de gelo de Vatnajökull aparece na mesma localização desde o inverno de 2011-2012.

Pode ver aqui um guia bastante completo (em inglês) sobre as grutas de gelo da Islândia e, numa pesquisa na internet, consegue encontrar facilmente várias opções de passeios para conhecer as grutas de gelo.

Leve sempre em conta que só é possível realizar este passeio no inverno (novembro a março), pelo que as vagas nas visitas guiadas podem esgotar-se rapidamente.

Por questões de segurança, não é recomendado aventurar-se sozinho num glaciar, pelo que deve fazer sempre este tipo de passeios numa visita guiada, com o apoio de profissionais.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.