Segundo o estudo elaborado pela Hostelworld, a cidade mais sociável do mundo é Gotemburgo, na Suécia, tendo sido a melhor classificada nas 10 categorias avaliadas.

Este é o primeiro estudo que fez uma análise comparativa entre a vida social das cidades e o ponto de vista dos residentes locais sobre viagens globais e turistas. Foram analisados 12.188 residentes nas maiores 39 cidades de 28 países.

O estudo mediu a "sociabilidade" com base em dez categorias distintas, incluindo a frequência com que as pessoas socializam e a propensão para o divertimento. De um modo geral, as cidades escandinavas e norte-americanas são as mais sociáveis do mundo.

Segundo declarações de Marek Mossakowski, Diretor Global da Marca Hostelworld, "as experiências de viagens sociais são cada vez mais um chamariz para viajar. A vantagem de ficar num hostel em vez de outro tipo de alojamento promove a socialização entre os viajantes de várias partes do mundo".

De modo a identificar os principais destinos para as experiências sociais, os entrevistados foram questionados sobre as suas atitudes em relação a um conjunto de atividades, tais como socializar com os amigos, comer fora e participação em festas.

As cidades que se destacam de acordo com os vários parâmetros de "sociabilização"

Quando se olha para as diferentes categorias de sociabilização, Nova Iorque é a cidade onde os habitantes mais fazem refeições fora com os amigos, com uma média de 89 vezes por ano. Chicago surge em segundo lugar (88), seguida de Boston (72). Fora dos Estados Unidos, surgem Kuala Lumpur (63), Ancara (63) e Istambul (62).

Quanto à intensidade geral da atividade social, Jacarta ocupa o primeiro lugar, onde em média os habitantes socializam com os amigos 151 vezes por ano. Barcelona segue o mesmo padrão, com uma alta frequência em socialização entre amigos, mas raramente fazem refeições em conjunto fora de casa. Copenhaga é, por outro lado, a cidade que mais se diverte em casa, e é uma das mais tolerantes a nível social.

As cidades escandinavas, como Gotemburgo, Estocolmo e Copenhaga, situam-se entre as cidades mais "socialmente ocupadas" e dão uma maior importância ao que é melhor para a comunidade em geral, em oposição ao individual.

O top 10 é ocupado pelas seguintes cidades:
1. Gotemburgo (Suécia)
2. Estocolmo (Suécia)
3. Chicago (Estados Unidos)
4. Boston (Estados Unidos)
5. Nova Iorque (Estados Unidos)
6. Copenhaga (Dinamarca)
7. Madrid (Espanha)
8. Roma (Itália)
9. Hamburgo (Alemanha)
10. Dublin (Irlanda)

A Hostelworld deixa também o seu guia para os viajantes que procuram destinos para sociabilizar:

Restaurantes: Os que gostam de fazer refeições fora devem travar amizade com os moradores de Nova Iorque, Chicago e Boston.

Refeições caseiras: Os que preferem socializar dentro de casa devem procurar os locais de Copenhaga, Praga e Varsóvia, onde os habitantes valorizam o entretenimento em casa.

Cultura: Os viajantes interessados em conhecer pessoas de mentalidade aberta devem visitar Milão, Roma e Hamburgo, pois estes locais são recetivos a diferentes estilos de vida.

Festas: Se quando viaja procura divertir-se em festas, então deve procurar os locais das cidades de Madrid, Moscovo e Gotemburgo.

Espírito de comunidade: Os viajantes que procuram o verdadeiro espírito de comunidade, devem optar por cidades como Gotembrugo, Copenhaga ou Estocolmo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.