Uma mulher canadiana decidiu devolver vários artefactos que roubou de Pompeia, em 2005, na esperança de se livrar a si e à sua família de uma "maldição" que supostamente a atormenta desde então. A mulher, identificada apenas como Nicole, enviou dois mosaicos, dois pedaços de vaso ânfora e um pedaço de parede de cerâmica para o Parque Arqueológico de Pompeia, juntamente com uma carta onde explica a sua decisão.

Na carta que acompanha os itens roubados, afirma que era "jovem e estúpida" na época e “queria ter um pedaço de história que ninguém mais poderia ter". No entanto, depois de lhe ter sido diagnosticado cancro de mama duas vezes  e ter passado por dificuldades financeiras, ela decidiu que o melhor seria devolver os artefactos que acredita estarem amaldiçoados. “Parece que nunca conseguimos progredir na vida”, escreveu. "Pessoas morreram de uma forma horrível e eu trouxe artefactos relacionados a esse tipo de destruição", acrescentou.

"Somos boas pessoas e não quero mais passar esta maldição para a minha família", explicou. "Por favor, perdoe o acto descuidado que cometi ano passado", pediu, acrescentando que um dia voltará ao país para pedir desculpa pessoalmente.

Nicole afirmou na carta que tinha alguns amigos que também roubaram artefactos durante a viagem de 2005 - Alastain e Kimberly - e que os incentivou a enviá-los de volta. A polícia, mais tarde, confirmou que uma segunda carta, com mais artefactos, chegou do Canadá, com uma carta assinada por Alastain e Kimberly G., de acordo com o CTV News do Canadá.

Ao longo dos anos, cerca de cem visitantes devolveram pequenos artefactos como mosaicos e pedaços de gesso que roubaram durante as visitas a Pompeia, segundo uma porta-voz do parque. Os itens foram devolvidos junto com cartas dos visitantes "alegando terem tido má sorte" depois de os levarem, disse a porta-voz à CNN.

Uma seleção de cartas e artefactos devolvidos foi exposta no Antiquário de Pompeia já que, embora o valor dos artefactos não seja significativo, as cartas são interessantes de uma perspectiva antropológica.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.