Duas carrinhas de purificação de ar foram estacionadas junto ao Taj Mahal por "uma empresa privada", segundo autoridades de Uttar Pradesh. Os  funcionários afirmam que são capazes de purificar 1,5 milhão de metros cúbicos de ar em oito horas.

Os níveis de poluição do ar no país atingiram uma alta histórica de 20% a mais do que o nível "seguro" da Organização Mundial da Saúde, causado por uma combinação de uso de combustíveis fósseis, queimadas e poluição automóvel. A 3 de novembro,  alguns aviões não puderam aterrar no aeroporto internacional de Nova Deli devido à poluição do ar e o governo declarou uma emergência de saúde pública e ordenou o encerramento de escolas.

O Taj Mahal sofre com a poluição do ar, que deixa o monumento amarelado, apesar dos esforços do governo indiano para tentar controlar a contaminação e manter o mausoléu branco e brilhante. O Supremo Tribunal da Índia instruiu o Governo a procurar ajuda estrangeira para consertar o que foi descrito como uma "preocupante mudança de cor" no Taj Mahal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.