Baseado em 10.675 respostas de passageiros de 152 países, a pesquisa da IATA revela o que os passageiros pretendem ao longo da sua experiência de viagem.

Os tópicos que lideraram a lista de preferências num futuro próximo, inclui:
- Uma maior automatização dos processos aeroportuários;
- Um único meio de identidade para todos os processos de viagem, utilizando a identificação biométrica;
- Informações em tempo real, enviadas diretamente para os dispositivos pessoais;
- Segurança mais eficiente, sem necessidade de remover e/ou abrir itens pessoais;
- E um controlo de fronteiras mais "transparente".

A utilização da tecnologia é claramente o que os passageiros mais ambicionam na sua experiência de viagem. O estudo da IATA descobriu que 82% dos viajantes gostaria de poder utilizar um passaporte digital nos seus smartphones e que pudesse ser usado em todas as atividades relacionadas com a viagem, desde reservar voos até à passagem pelo aeroporto. Os sistemas de identificação biométricos foram a tecnologia preferida para 64% dos passageiros.

Por outro lado, os passageiros também revelaram querer ter a opção de realizaram mais operações nos aeroportos de forma individual, através de aplicações para os dispositivos móveis. O acompanhamento da bagagem foi a atividade mais desejada, e onde os viajantes gostavam que houvesse um maior controlo. 68% dos passageiros disseram neste inquérito que gostariam de ser eles próprios a marcar as bagagens. As etiquetas eletrónicas foram a opção mais sugerida e 48% também gostariam de entregar a bagagem pessoalmente.

O embarque foi outro dos temas analisados pela IATA, onde os passageiros confessaram que gostavam de ter um maior controlo, com 72% a preferirem fazer o embarque pessoalmente.

"Passageiros com smartphones e tablets querem utilizar estes dispositivos móveis para controlar a sua experiência de viagem. Esperam ter acesso fácil às informações que querem, exatamente no momento em que mais precisam durante o processo da viagem. As companhias aéreas e os aeroportos que aproveitarem mais as inovações tecnológicas irão proporcionar uma melhor experiência aos seus clientes”, disse Pierre Charbonneau, Diretor de Passageiro e Facilitação da IATA.

Passageiros bem informados
Os viajantes também querem que as companhias aéreas e os aeroportos os mantenham informados durante a sua viagem. A pesquisa demonstrou que 85% dos passageiros quer ter a capacidade de verificar o status do seu voo e 50% gostariam de "acompanhar" as suas bagagens durante o voo. Também pretendem mais informação que os ajudem a planear a sua passagem pelo aeroporto, com 51% a quererem saber quanto tempo terão de esperar nos pontos de segurança e controlo de fronteiras e 58% o tempo de espera na alfândega. Proporcionar mais informação em tempo real foi igualmente referido por 63% dos passageiros como sendo um ponto chave para melhorar a sua experiência durante os "tempos mortos" no aeroporto.

As mensagens SMS continuam a ser a opção preferida para receber notificações sobre a viagem. No entanto, esta tendência está a inverter-se aos poucos, com 28% a preferir a comunicação através dos smartphones e 26% via email.

E o que mais desgasta um passageiro em viagem?
Os passageiros identificaram os processos de segurança do aeroporto e o controlo de fronteira como dois dos principais pontos de desgaste em viagem.

As frustrações principais foram a intromissão ao ter de remover itens pessoais (60%), a inconveniência de precisar de tirar dispositivos eletrónicos das bagagens de mão (52%) e a variação de procedimentos de segurança de aeroporto para aeroporto (47%).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.