Foram precisos seis anos no total, entre planeamento e construção, e muitas vezes debaixo de condições difíceis a 3 mil metros acima do nível do mar, para finalmente apresentar um novo teleférico que permite levar os turistas e visitantes até à montanha mais alta da Alemanha, a Zugspitze, com 2.962 metros de altitude, com todo
o conforto.

O crescente número de visitantes à região, cerca de meio milhão por ano, foi uma das razões que levou à substituição do antigo teleférico.

Num futuro próximo, o objetivo é ter duas cabines totalmente envidraçadas que transportarão 580 passageiros por hora até ao pico, eliminando assim as filas de espera.

Este teleférico também pretende bater alguns recordes, como por exemplo, ao longo da viagem os passageiros irão atravessar a maior estrutura em aço do mundo para teleféricos a 127 metros de altura. A distância entre o ponto de partida do teleférico e o ponto de chegada é de 3.213 metros de comprimento.

Ao longo da viagem, os passageiros podem desfrutar das vistas panorâmicas e apreciar a beleza do Lago de Eibsee e das montanhas Waxensteine e Alpspitze.

Os aquecedores instalados nas janelas permitirão total visibilidade, mesmo em dias de mau tempo, e até será possível avistar Munique quando o céu estiver totalmente limpo.

Foto: PRNewsfoto/Garmisch-Partenkirchen

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.