Amber Dalton tinha programado para voar num voo da American Airlines de San Francisco para Raleigh com seu cão, Beast. O voo faria uma escala em Chicago, no entanto, quando Amber foi informada de que o voo de Chicago não poderia levar animais, marcou um voo para Dallas, para de lá seguir para Raleigh.

No entanto, os planos misturaram-se e Beast acabou por viajar para Chicago. Quando Amber foi buscar o animal em Raleigh, não o encontrou em lugar nenhum. Embora a etiqueta de bagagem indicasse que Beast estava no voo de Chicago, o cão não foi encontrado no avião, de acordo com Virginia First.

Incapaz de localizar Beast, as autoridades do aeroporto acabaram por descobrir que o animal de estimação da mulher tinha sido, erroneamente, colocado num voo sem escalas para Filadélfia, a quase 700 km de distância.

A companhia aérea levou Beast de Filadélfia para Raleigh no dia seguinte e, em seguida, um funcionário levou-o para Roanoke, onde Amber Dalton mora.

De acordo com a Fox News, a American Airlines reembolsou Amber Dalton pelas taxas de transporte de animais de estimação, taxas de bagagem e ofereceu-lhe um voucher de voo.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.