A TravelAlaska publicou um vídeo onde anuncia a sua campanha Alaska Will Wait, For You que, além de incentivar as pessoas a ficarem em casa por enquanto, garante que todas as maravilhas do Alasca ainda estarão lá quando tudo isto passar. "Queremos que sonhe agora e viaje depois" é a mensagem deixada pelo vídeo.

Enquanto não chega o momento de visitar o Alasca pessoalmente, é possível visitar o maior e menos povoado estado dos EUA de forma virtual, sem sair de casa. No site da TravelAlaska, pode ver imagens de webcam e imagens panorâmicas em 360 graus. Pode, por exemplo, ver as morsas do Pacífico a saírem da praia em Round Island, espiar uma coruja-do-ártico em Utqiagvik a alimentar os filhos, ou desfrutar das paisagens sobre a Dumpling Mountain no Parque Nacional Katmai.

Pode também visitar o glaciar Exit no Parque Nacional dos fiordes Kenai e ficar a conhecer o sudeste do Alasca, através de um passeio de barco e ao longo dos trilhos de caminhada. Os anciãos e líderes nativos do Alasca contam histórias em direto duas vezes por semana na página do Facebook do Alaska Native Heritage Center, dando a conhecer a cultura do Alasca. No YouTube e Facebook, o Alaska SeaLife Center publica transmissões em direto, vídeos dos bastidores e outros conteúdos de vídeo com a diversificada variedade de animais marinhos do centro.

O Museu de Anchorage também tem partilhado os bastidores das suas coleções e feito transmissões em direto com músicos da exposição Listen Up: Northern Soundscapes na sua página no Facebook. O Alaska State Museum está a partilhar imagens das suas galerias diariamente no Facebook, enquanto o Museu Alutiiq, em Kodiak, tem disponível uma visita virtual para dar a conhecer mais sobre o povo nativo do Alasca através de fotos, obras de arte, descobertas arqueológicas e muito mais.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.