Quando a pandemia surgiu em março de 2020, a Polinésia Francesa fechou-se para visitantes e, naquele momento, havia registado 62 casos do vírus. Depois de reabrir em julho e remover a quarentena obrigatória, os números subiram para 18.000 casos.

Agora, a nação insular composta por 118 ilhas, incluindo Taiti e Bora Bora, interromperá as viagens de todos os países a partir do dia 3 de fevereiro, por tempo indeterminado.

De acordo com os novos regulamentos, os viajantes que estão atualmente nas ilhas podem partir quando a viagem terminar. No entanto, novos viajantes deixam de poder entrar no território, excepto em situações específicas, como a morte de um membro da família, emergências médicas, intimações administrativas ou judiciais, ou se forem profissionais de saúde.

As ilhas também estabeleceram um toque de recolher noturno até pelo menos dia 15 de fevereiro, uso obrigatório de máscara e encerramento de bares e casas noturnas.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.