Estes símbolos de ostentação e riqueza folheados com lâminas comestíveis do metal precioso de 24 quilates custam uma fortuna, mas não conquistam todos, em particular os críticos gastronómicos britânicos e americanos, que os consideram "banais" e "insossos".

Em 2018, muitos venezuelanos protestaram em Miami quando o chef recebeu, no seu restaurante de Istambul, o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, cujo país está afundado numa grave crise económica.

Mas Salt Bae, cujo nome verdadeiro é Nusret Gokçe, não se importa com as críticas e continua a atrair políticos e estrelas do futebol — Ronaldo Fenómeno e alguns jogadores da Seleção Brasileira, Maradona, Beckham, Messi, Mbappé, entre outros — nos seus 22 estabelecimentos espalhados pelo mundo, de Beverly Hills a Londres, passando pelo Qatar.

"Toda publicidade é uma boa publicidade", disse o chef uma vez.

Sua fortuna é estimada pela imprensa em  70 milhões de dólares.

Com 39 anos, Salt Bae tornou-se numa estrela das redes sociais, graças aos vídeos em que aparece a temperar a carne com um gesto peculiar e teatral, e fazendo referências sexuais enquanto lança sal sobre os filés.

Salt Bae, o homem do bife de ouro
créditos: AFP or licensors

50 milhões de seguidores no Instagram

A imagem e os gestos característicos, divulgados nas redes sociais, tiveram papel primordial na sua ascensão para o status de celebridade mundial.

No domingo (18), depois da final do Mundial entre a Argentina e a França, na qual os "albicelestes" conquistaram o tricampeonato, o chef conseguiu entrar, de forma inexplicável, no campo de jogo do estádio de Lusail, em Doha, no Qatar.

O chef aparece em várias imagens, inclusive a beijar o troféu, que, em princípio, poderia ser tocado apenas por campeões do mundo, dirigentes da Fifa e chefes de Estado e governo.

Noutras imagens, é possível vê-lo a puxar Messi pelo braço, o que deixou o capitão argentino visivelmente irritado, e também a morder a medalha de ouro de outro jogador.

A Fifa está a procurar perceber como Salt Bae teve acesso ao campo de jogo sem ter qualquer vínculo oficial com o futebol. Especula-se que o chef seja próximo do presidente da Fifa, o suíço Gianni Infantino.

Um vídeo partilhado por Salt Bae no Instagram, onde tem 50 milhões de seguidores, mostra o mesmo a ser abraçado, em diversas ocasiões, por Infantino, que o apresenta a outras personalidades durante uma recepção no Qatar.

Nascido no seio de uma família modesta no leste da Turquia, Nusret abandonou os estudos com 13 anos para começar a trabalhar como aprendiz de talhante.

O chef cultiva uma imagem de homem forte e duro. Publica vídeos e fotos a correr e a fazer exercícios físicos nos bairros mais exclusivos de Istambul — "a capital do mundo", nas palavras do mesmo durante uma entrevista à AFP em 2020.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.