O projeto de mudança do mercado de peixes mais importante do mundo estava no papel há várias décadas, mas demorou para ser concretizado pela oposição dos comerciantes e por vários problemas técnicos.

"Toyosu vai prolongar a tradição de Tsukiji, oferecendo uma higiene de alto nível", afirmou a prefeita de Tóquio, Yuriko Koike.

Tsukiji, um lugar com 83 anos de história, aberto ao público, cercado de restaurantes e muito próximo do centro de Tóquio, será substituído por um espaço mais descaracterizado numa ilha artificial na baía de Tóquio, ao lado de várias autoestradas. O novo mercado fica a 2,3 km do antigo Tsukiji.

Toyosu tem a vantagem de dispor de tecnologias modernas, ao contrário de Tsukiji, que se transformou num local praticamente insalubre e vulnerável aos terramotos. O antigo espaço também transformou-se um paraíso para milhares de ratos, atraídos pelos resíduos de peixes e pelo labirinto de esgotos, de acordo com Tatsuo Yabe, especialista em desratização.

Ao final da mudança, agentes qualificados devem entrar em ação para exterminar milhares de ratos e evitar que se propaguem por Tóquio.

A mudança para Toyosu tem uma amplitude sem precedentes: em cinco dias quase 900 empresas devem trocar de local, deixando para trás posições nas quais a cada dia eram vendidas 3.000 toneladas de mercadorias, entre 480 tipos de pescado e 270 variedades de frutas e verduras, com um faturamento equivalente de 14,5 milhões de euros.

Uma das hipóteses em cima da mesa é a de Tsukiji ser, dentro de alguns anos, um local dedicado à gastronomia japonesa, afirmou Koike, quando anunciou a mudança definitiva do mercado.

Fonte: AFP

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.