Viemos de norte. Depois de Porto Covo, viramos à direita e encontramos a bela estrada em direção à praia da Ilha do Pessegueiro. Depois de passarmos o Parque de Campismo da zona, já vemos a ilha ao fundo. No topo do grande rochedo, há ainda as ruínas do Forte da Ilha do Pessegueiro. A construção começou no final do século XVI, mas só viria a ser inaugurado mais de um século depois. Foi desguarnecido em meados do século XIX e funcionou como guarnição da Guarda Fiscal até 1942.

A praia chama-nos para um mergulho, mas já lá vamos. Primeiro, vamos ao Restaurante A Ilha, único estabelecimento da praia. Com uma pequena esplanada do lado de fora e um espaço amplo dentro de portas, é a D. Lucília que comanda as tropas. Fundou o restaurante há mais de 40 anos, com o seu marido. Hoje, continua a levar tudo para frente com a força que lhe é característica. Anuncia que todos os pratos da casa são bons. Depois de alguma insistência, lá cede. O arroz de marisco, o arroz de tamboril, o coelho à pessegueiro e as cataplanas são as especialidades. As sardinhas assadas e o choco frito também saem muito durante o verão. Optamos por estes últimos e não dispensamos sobremesas.

 

Depois da refeição completa, seguimos finalmente para a praia da ilha do Pessegueiro. O areal é imenso e a água é transparente. Por aqui, mesmo no pico do verão, é possível estender a toalha sem dificuldades. Ao longe, apreciamos a ilha e deixamo-nos estar à espera do pôr-do-sol. Venha ele. Será um dos mais belos deste outono.

restaurante A Ilha está aberto todo o ano, todos os dias da semana. Durante os meses de verão, convém reservar através do número de telefone: +351 269 905 113. Para conhecer mais restaurantes na Costa Vicentina, clique aqui. Para conhecer a praia da Ilha do Pessegueiro e o restaurante A Ilha, percorra a galeria de fotografias acima.