A França é conhecida por várias coisas: a torre, a arte e as baguetes, mas também pela sua pastelaria única. Éclairs, pain au chocolate, macarons e, claro, croissants. Posto isto, seria de esperar que os melhores croissants do mundo tivessem origem francesa, mas isso pode não ser verdade.

De acordo com a revista New York Times, o melhor croissant do mundo não é francês, mas australiano e é vendido na Lune Croissanterie, em Melbourne, e criada por Kate Reid. Depois do artigo, os clientes multiplicaram-se e a pastelaria passou a ser famosa pelas longas filas antes do amanhecer de pessoas dispostas a esperar horas para provar "os melhores croissants do mundo". A equipa do site britânico The Guardian também experimentou os croissants e garante que "são muito bons",  e "valiosos o suficiente para acampar durante a noite" só para os provar.

Kate Reid estudou a arte da doçaria francesa na pastelaria Du Pain et des Idées, conhecida como uma das melhores da capital francesa. Além dos croissants tradicionais Kate criou outros mais criativos, como croissants recheados com carne de porco desfiada, queijo e pimenta defumada, que fazem sucesso entre os clientes. Em média, numa época normal, são vendidos mais de 3 mil croissants de terça a domingo na Lune Croissanterie.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.