Partilhamos aqui um roteiro para uma escapadinha no Ribatejo, com foco nestes três concelhos, que o fará voltar para casa de brilho nos olhos e alma satisfeita.

Onde ficar alojado

Nesta escapadinha, por uma questão de comodidade, procure alojamento o mais perto possível de Abrantes. Uma boa opção é o Pego, a poucos minutos de distância do centro da cidade, concretamente um turismo rural chamado Vale de Ferreiros. Se é sossego que procuram, é aqui que o encontra.

Composto por três zonas distintas de alojamento – Casa das Janelas Verdes, Casa de Campo e Casas da Aldeia, Vale de Ferreiros é também um pequeno paraíso para quem nutre uma enorme paixão por cavalos, uma das suas vertentes. Porque não juntar à sua estadia algumas aulas de equitação ou um passeio a cavalo à beira rio, pela aldeia ou pela zona envolvente à propriedade?

Gastronomia típica e pratos tradicionais

Se uma das primeiras coisas que lhe ocorre assim que chega ao destino da sua escapadinha é a questão “onde é que vamos almoçar/jantar?”, então este é o destino ideal para si. Há melhor prazer do que se regozijar com a descoberta de pratos tradicionais repletos de sabores intensos e ingredientes de primeira qualidade?

A gastronomia regional está assente em pratos de carne, principalmente de porco e cabrito, mas também de javali, coelho, lebre e perdiz, e em pratos de peixe do rio como o Achigã, o Sável, a Lampreia, Enguias ou Fataça. Nas sobremesas destacam-se os doces conventuais como a Palha de Abrantes e os Queijinhos do Céu. A não perder: as Tigeladas, as Broas de Mel ou dos Santos, a Lampreia, as Limas, as Castanhas Doces e os Mulatos. O azeite e o mel também são outros dois produtos regionais de destaque.

Roteiro de 2 dias:

Dia 1 | Abrantes & Sardoal

Visite o Jardim do Castelo de Abrantes

A escapadinha no Ribatejo começa com uma passagem pelo Jardim do Castelo de Abrantes. Datado do final do século XIX, o jardim, decorado com vários canteiros de flores e preenchido por extensos espaços verdes, é um dos locais mais fotografados da cidade. É o local perfeito para um passeio tranquilo seja logo ao início da manhã ou ao final da tarde, oferecendo uma vista sem igual sobre a cidade de Abrantes.

Admire a vista a partir do Castelo de Abrantes

O Castelo de Abrantes, cuja origem se estima que date da época romana, foi, ao longo dos anos, utilizado para diversos fins - mais recentemente, até 1954, como quartel militar. Apesar de se encontrar neste momento encerrado ao público, sem data prevista de abertura, é aqui que encontra uma vista ainda melhor do que a do Jardim sobre a cidade e o rio Tejo. Por isso, se por altura da sua escapadinha o encontrar aberto, não hesite em entrar.

Vista de Abrantes
Vista de Abrantes créditos: Joland

Percorra as ruas do centro histórico de Abrantes

Uma das primeiras coisas em que se repara ao chegar a Abrantes, são as várias casas senhoriais espalhadas pela cidade. Umas já recuperadas, outras apenas vestígios de uma época em que ali viviam famílias abastadas, cuja fortuna provinha de uma indústria local farta e bem-sucedida.

Um passeio pelo centro histórico de Abrantes revela-lhe deliciosos pormenores arquitetónicos com traços de belle epoque que, há quem diga, faz lembrar Paris. Inclua uma passagem pela Drogaria Nova, uma pequena loja encantadora, repleta de produtos vintage portugueses; uma visita ao espaço O Meu Escritório é Lá Fora, para beberem um pouco da inspiração que o Carlos Bernardo, o seu proprietário e viajante inveterado, nos traz através da sua exposição de fotografias pessoais de viagem e para encherem a memória da vossa máquina fotográfica com retratos da sua fachada original; pela Mercearia Merceneta, repleta de produtos regionais; pela Gelataria Lis, onde se encontram os melhores gelados da cidade e finalmente pelo Café Tonho Paulos, caso vos apeteça uma das melhores bifanas de Abrantes a meio da manhã (sem julgamentos).

Almoce no Restaurante Cascata

A meio do dia, há que fazer uma pausa para se deliciarem com algumas das melhores iguarias tradicionais da zona. Sugiro que esta primeira refeição seja feita no Restaurante Cascata, localizado a cerca de 10 minutos de distância de carro do centro da cidade. Não há dúvidas do bom trabalho que tem vindo a ser feito ao longo de várias décadas pela proprietária Fernanda Martins e a sua filha Carla que até já viram um dos seus pratos (Achigã com Migas de Broa de Milho) premiados.

Pratos recomendados: Sopa de Peixe Achigã; Achigã com Migas de Broa de Milho (premiado); Bucho; Maranho; Palha de Abrantes (sobremesa)

Morada: R. Manuel Lopes Valente Júnior 19 A, 2200-260 Abrantes

Dê um mergulho na Praia Fluvial de Fontes

A seguir ao almoço é hora de seguir em direção à Albufeira da Barragem de Castelo de Bode para um mergulho bem merecido nas suas águas frescas. É na Praia Fluvial de Fontes, a meia hora de distância de carro de Abrantes que esse tão esperado mergulho acontece.

Servido por um excelente bar de praia, e com acesso a uma piscina flutuante encaixada nas águas da Albufeira, sentir-se-á num verdadeiro paraíso ribatejano. Se sentir uma urgente necessidade de adrenalina, então aproveite para escolher entre os vários desportos náuticos disponíveis, como wakeboard, SUP, esqui aquático ou um passeio de boia, por exemplo.

Delicie-se com uma Prova de Vinhos na Quinta Vale do Armo

Com o mergulho tomado, está na hora de seguir para o seu próximo destino: o Sardoal. É aqui que encontra a Quinta Vale do Armo, onde o espera uma visita à sua adega, seguida por uma deliciosa prova de vinhos locais, orientada pelo seu simpático e conhecedor vitivinicultor e enólogo Tiago Alves.

Não se esqueça de marcar com antecedência e aceite este conselho: junte à prova alguns petiscos regionais. Não se vai arrepender. A luz do entardecer torna a vinha num verdadeiro paraíso para fotógrafos amadores ou profissionais, por isso aproveite-a ao máximo.

Quinta Vale do Armo
Quinta Vale do Armo créditos: Joland

Jante no Restaurante Santa Isabel

De alma cheia, regresse ao seu alojamento para uma pequena sesta e um banho antes de jantar, caso sintam necessidade. O jantar está marcado num dos restaurantes mais populares da cidade de Abrantes, o Santa Isabel. Preparem-se para não quererem deixar o restaurante, mesmo depois de já satisfeitos com a incrível refeição repleta de pratos tradicionais. A razão? O conforto do ambiente pitoresco que este espaço nos oferece.

Prato recomendado: Filetes de Polvo com Arroz Malandro de Feijão

Morada: R. Santa Isabel 12, 2200-393 Abrantes

Dia 2 | Abrantes & Constância

Visite o Miradouro e a Praia Fluvial do Penedo Furado

Por maior que seja a tentação de ficar deitado na cama até mais tarde, resista-a e faça-se ao caminho assim que puder. Há tanto para ver ainda e acredite que não vai querer perder nada.

O primeiro destino do dia é o Miradouro do Penedo Furado, a cerca de 20 minutos de distância de carro de Abrantes. Se uma vista desafogada sobre serras e montes cobertos de um manto verde feito de pinhais extensos, sobre a albufeira da Barragem de Castelo de Bode, o rio Zêzere, a ribeira do Codes, e algumas casas das povoações envolventes, acompanhada pelo som de várias cascatas, se enquadra na sua definição de paraíso, então este tem de ser o primeiro destino do seu segundo dia desta escapadinha no Ribatejo.

Se ainda houver tempo antes do almoço, não pense duas vezes antes de passar pela Praia Fluvial do Penedo Furado, o local onde a Ribeira de Codes se encontra com as águas do Rio Zêzere. O local foi um dos três finalistas do concurso Maravilhas de Portugal na categoria Praias de Rios em 2012.

Rio Zêzere
Rio Zêzere créditos: Joland

Visite o Miradouro das Fontes

Antes de seguir para Constância, o seu último destino nesta escapadinha no Ribatejo antes do regresso a casa, passe pelo Miradouro das Fontes, localizado na aldeia de Fontes, a 15 minutos de distância do Penedo Furado. A vista sobre a albufeira de Castelo de Bode é magnífica a partir deste local, tendo sido até considerada a mais bonita de todo o concelho de Abrantes.

Visita ao Museu Metalúrgica Duarte Ferreira

Não perca a oportunidade de visitar o Museu Metalúrgica Duarte Ferreira, que em 2018 foi vencedor do Prémio Museu do Ano em 2018. Localizado no antigo edifício central da antiga Metalúrgica Duarte Ferreira, no Tramagal, o museu não só está extremamente bem organizado e desenhado (obra da museóloga Lígia Marques, responsável também pela muito interessante visita guiada), como também tem a capacidade de contar de forma exímia a história desta que foi em tempos uma das maiores indústrias de Portugal, desde o seu nascimento até ao seu declínio pós-25 de Abril. Recomenda-se marcação com antecedência das visitas guiadas.

Morada: Rua Comendador Eduardo Duarte Ferreira nº 116, 2205-697 Tramagal

Almoce no Restaurante Dom José Pinhão em Constância

A entrada em Constância faz-se pelo estômago. Depois de estacionar o carro, siga diretamente para o restaurante Dom José Pinhão. Delicie-se com alguns dos melhores exemplos da comida regional do centro de Portugal.

Pratos recomendados: Lombinhos de Fataça com Açorda de Ovas; Lombinhos de Javali com Arroz e Esparregado; Leite Creme.

Morada: R. Luís de Camões 4, 2250-035 Constância

Passeie pelo centro histórico de Constância

Com o “pecado” da gula riscado da lista, espera-vos um passeio prolongado pelo centro histórico da encantadora Constância. Em tempos local de aprisionamento do mais famoso escritor português de sempre, Luís de Camões, a ribeirinha Constância oferece a quem a visita uma autêntica viagem no tempo até ao século XVI, altura em que foi feita vila, cinco séculos depois de ter sido conquistada aos mouros.

Para mais dicas de viagem e sugestões de escapadinhas visite o Joland Blog e siga-me no Instagram e no Facebook

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.