Esta viagem ao Vale do Loire foi feita em julho de 2017 e teve várias paragens. Deu para conhecer bem o Loire, acompanhá-lo nas suas margens, ao conduzir, a vê-lo do céu num passeio de avioneta, e até a dormir num barco-casa, no rio.

Veja na galeria de fotos alguns dos momentos altos desta viagem.

Roteiro: castelos, gastronomia, hotéis e passeios

Depois de pegar no carro alugado no aeroporto de Tours, a primeira paragem foi no Château de Rivau (saiba mais aqui) e na aldeia de Lémeré. Depois foi a vez de conhecer o Château de Azay-le-Rideau (saiba mais aqui), de experimentar a gastronomia local (descubra mais aqui) e de ficar instalada num hotel dentro de uma gruta – conheça o Troglododo.

Os vinhos da região de Touraine são muito conhecidos e, por isso, vale a pena visitar uma das produtoras e fazer provas - veja aqui.

O Château de Chaumont-sur-Loire é conhecido pela sua história mas também pelo fantástico Festival de Jardins que organiza e que merece uma visita igualmente atenta (saiba mais aqui).

Percorrendo a marginal, com o rio Loire, do meu lado esquerdo, encontro a pitoresca Saint-Dyé-Sur-Loire, onde estava o barco-casa La Cabiche, que foi o meu alojamento nessa noite. Como fiquei perto de Blois, fui jantar ao La Creusille, com comida tipicamente francesa - veja mais informações aqui.

No dia seguinte, segui para um dos mais emblemáticos castelos do Loire: o Château de Chambord (saiba mais aqui). E dá vontade de ficar lá um dia inteiro. Tem muito para fazer, desde a visita ao próprio castelo, aos jardins, passeios de bicicleta, de barco, etc., e até restaurantes para fazer a pausa de almoço.

Quando seguir viagem, passe pelo Château de Meung-Sur-Loire - tem inúmeras atividades para os mais novos e, por isso, será um dos castelos mais interessantes para as famílias.

Aqui perto fica Orleães, cidade que está muito ligada à história de Joana D’Arc. É possível fazer um passeio a pé pelo centro histórico, que é muito colorido e animado com lojas, restaurantes e bares. É a cidade perfeita para relaxar nesta viagem.

O seguinte castelo está associado a Tintin. O Château de Cheverny (veja mais aqui) foi usado como inspiração para uma das aventuras de Tintin e lá encontra uma exposição com as personagens de Hergé.

E aqui perto está o local de onde sai a avioneta para que possa fazer um passeio vendo o Vale do Loire a partir do céu, com a Loisirs Loire Valley. Garanto que é uma experiência inesquecível! Veja mais informações aqui.

O voo de regresso a Portugal era em Tours, por isso, voltei à cidade para ficar no bonito alojamento La Maison Jules e visitar o CCCOD - Centro de Criação Contemporânea Olivier Debré, antes da partida.

Boas viagens!

Veja aqui todas as sugestões vividas pelo Viaje Comigo no Vale do Loire.

Siga o Viaje Comigo também nas suas redes sociais: Facebook, YouTube e Pinterest.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.