Com 172 páginas dedicadas aos 48 castelos do território e às propostas de animação com eles relacionadas, a nova publicação estará disponível gratuitamente nas lojas de Turismo da região e nos seus principais equipamentos culturais.

"Este percurso pelo território vai-nos permitir combater a sazonalidade turística e aumentar a estada média do visitante na região", declarou o presidente do TPNP, Melchior Moreira, durante o lançamento do novo guia no Castelo da Feira.

"Este não será um produto estratégico em termos do nosso património classificado (...), mas encaixa que nem uma luva no segmento do turismo militar, que é uma área que o turista procura e que pode atrair mais visitantes ao Norte de Portugal", defendeu.

Melchior Moreira realçou que é preciso encontrar novas soluções para a preservação e dinamização dos castelos portugueses, que são particularmente abundantes na região Norte devido às necessidades de defesa específicas de um território geográfico que é o único do país a estar enquadrado entre duas fronteiras terrestres - uma definida pela província espanhola de Galiza e outra delimitada pela de Leon.

"Muitas vezes o Estado não tem capacidade para preservar este património, mas [com a Comissão de Vigilância do Castelo da Feira] há aqui um caso de sucesso em que o país deve pôr os olhos", afirmou o presidente do TPNP. "[Pela componente civil dessa estrutura] a Feira é hoje um bom exemplo na preservação do seu património - o que não se trata só de recuperar edifícios, mas também de os animar e de lhes dar vida", explicou.

A diretora de operações do TPNP, Isabel Castro, apontou depois alguns dos conteúdos com que o novo guia complementa a descrição dos castelos da região Norte, como é o caso das respetivas coordenadas de localização geográfica, os seus contactos e horários de funcionamento, a oferta gastronómica da envolvente, histórias e lendas relacionadas com esses edifícios e a programação cultural mais relevante que lhes está associada.

"O que deixamos aqui é um desafio a que conheçam estes 48 castelos", disse essa responsável. "E se já os conhecem, o convite é a que os revisitem, porque o território tem sempre algo novo para oferecer", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.