É a segunda vez que a região presidida por Pedro Machado conquista o prémio atribuído pela publicação especializada Publituris, que organiza este evento há 16 anos.

"O prémio enche-nos de alegria e orgulho. Lembro que o Centro de Portugal sofreu em 2017 contingências que ainda não estão ultrapassadas. Este prémio é, seguramente, um estímulo para as empresas e empresários, para os operadores turísticos e para todos aqueles que estão na cadeia de valor que o turismo hoje representa", refere Pedro Machado.

Os Publituris Portugal Travel Awards 2019, apresentados como os "Óscares do Turismo" em Portugal, destinam-se a premiar as melhores empresas, instituições, serviços e profissionais que se destacaram no setor do turismo no decorrer do último semestre de 2018 e o primeiro de 2019.

Os vencedores resultam de uma média ponderada entre os votos dos assinantes da ‘newsletter’ do jornal Publituris e dos votos de um júri. Em 2015, a Turismo Centro já tinha conquistado o prémio na categoria de melhor região turística.

"Esta distinção representa, igualmente, o reforço do crescimento dos destinos turísticos que agora estão a emergir e que contribuem para o todo nacional. É seguramente com todos que fazemos um Portugal mais desenvolvido e mais justo", acrescenta Pedro Machado.

O prémio surge numa altura em foram conhecidos os números relativos à atividade turística no Centro do país relativos a julho, que apontam para uma tendência de crescimento acima da média nacional.

Os números do INE - Instituto Nacional de Estatística indicam um "crescimento muito significativo, comparativamente ao mês de julho de 2018", sobretudo nas receitas.

Os proveitos totais nos estabelecimentos de alojamento turístico subiram de 37,7 milhões para 39,5 milhões de euros (mais 4,7%), entre julho de 2018 e julho de 2019.

Nos primeiros sete meses do ano, os estabelecimentos de alojamento turístico registaram proveitos 7,71% superiores aos do mesmo período do ano passado, de 171,8 para 185,1 milhões de euros.

Destaque também dormidas de visitantes nacionais, que cresceram 4,4%, em relação a julho de 2018: de 389,7 mil para 406,8 mil.

De janeiro a julho, este indicador aumentou 7,71%, de 1,96 milhões para 2,09 milhões de dormidas de visitantes nacionais, o que mostra que os residentes no resto do país continuam a escolher o Centro de Portugal como destino.

As dormidas totais subiram em julho 0,7% e, no acumulado entre janeiro e julho, subiram 5,12%, acima da média nacional, que cresceu 4,22%.

No indicador do número de hóspedes, o Centro de Portugal cresceu 2,7% entre julho de 2018 e julho de 2019 - e 6,3% no acumulado do ano. Em julho de 2018 tinham sido contabilizados 392,7 mil hóspedes na região; em julho de 2019 foram 403,5 mil.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.