Organizado pelo Laboratório de Atividades Criativas (LAC), o projeto é o único evento anual de arte urbana que decorre no distrito de Faro em ambiente de residência artística, culminando com uma exposição nas instalações da associação, na antiga cadeia de Lagos, que ficará depois patente até outubro.

Na edição deste ano, os edifícios e muros devolutos da cidade algarvia ganham nova vida pela mão de cinco artistas de Portugal, Holanda, Polónia e Noruega.

"Além de dar mais vida e cor a espaços abandonados da cidade, o projeto pretende mostrar o trabalho de novos artistas e as várias técnicas utilizadas", disse à agência Lusa o diretor do LAC, Nuno Pereira.

O responsável indicou que dos cinco artistas convidados, a quem foi concedida liberdade criativa, três são estrangeiros, em circulação pelas principais capitais europeias, e dois são portugueses que “se começam a evidenciar nesta área".

"Procuramos reunir artistas que utilizem as diferentes técnicas e materiais, entre as quais o ‘graffiti’, ‘stencil’ e pintura direta", destacou Nuno Pereira, acrescentando que "o projeto tem cativado cada vez mais pessoas - não só artistas, como empresários e a própria população e turistas - como dinamizador de espaços devolutos".

"Existe cada vez maior recetividade para esta arte, até para a disponibilização de muros e fachadas que servem de tela aos artistas", observou.

Para Mots, artista português a participar pela primeira vez numa residência artística, "a experiência tem sido enriquecedora e, pelo facto de se realizar numa antiga cadeia, a obra tem sido influenciada pelo espaço".

"É também importante pela troca de experiências com artistas de outros países e que utilizam variadas técnicas", destacou.

A opinião é partilhada por Third, o outro português que integra o grupo de participantes no ARTURb deste ano.

"Desde a criação, as técnicas utilizadas, toda a envolvente nesta residência… Torna-se numa experiência para relembrar para o resto da vida", frisou.

Segundo Third, que pinta há cerca de 20 anos, o conceito de arte urbana "tem vindo a crescer e a desenvolver-se, fazendo parte dos grandes eventos culturais um pouco por todo o mundo".

Para divulgar o trabalho feito pelo ARTURb, o LAC vai elaborar um roteiro pelas pinturas que estão espalhadas pela cidade, de forma a dinamizar um nicho de mercado que tem registado um aumento na procura pelos trabalhos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.