Anne Hidalgo, presidente da câmara de Paris, tinha anunciado que planeava oferecer transportes gratuitos na cidade. No entanto, estudos concluíram que a grande maioria dos habitantes não abdicaria dos carros, mesmo que houvesse transporte gratuito.

Assim, apesar de desistir de tornar os transportes públicos totalmente gratuitos, a câmara de Paris anunciou medidas que incluem uma tarifa grátis para todas as crianças com até 11 anos, a partir de dia 1 de setembro, sendo que os estudantes com mais de 12 anos passarão a ter direito a pagar apenas metade do valor dos bilhetes.

Atualmente, o metro e autocarros são grátis para crianças com menos de quatro anos e a metade do preço para crianças de 4 a 11 anos.

Há também um plano para dar a qualquer jovem entre os 14 os 18 anos acesso gratuito ao sistema de bicicletas da cidade, Velib, como forma de incentivar as pessoas a explorarem Pais de forma mais sustentável.

A expectativa é que a medida custe € 15 milhões por ano. Para financiar o projeto, a administração de Paris pretende redistribuir o orçamento e, a partir de 2020, usar uma parte da verba gerada pelos painéis publicitários.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.