O evento cultural multidisciplinar, que se prolonga até ao dia 21 deste mês, é promovido pela associação Oficinas do Convento, sediada em Montemor-o-Novo, e tem coprodução da câmara municipal.

A Oficinas do Convento, em comunicado enviado à agência Lusa, explicou hoje que o certame se “propõe a ‘ocupar’ e dinamizar a cidade de Montemor-o-Novo e a localidade de Casa Branca, com novos e diferentes projetos nas mais variadas áreas de criação artística contemporânea”.

“Pela primeira vez, o evento rompe com os limites da cidade de Montemor-o-Novo”, destacou a organização, chamando a atenção para o facto de a Cidade PreOcupada chegar, na edição de 2019, à localidade de Casa Branca.

E Casa Branca, na freguesia de Santiago do Escoural, “está em destaque nesta edição devido ao seu potencial”, salientou a associação, explicando que é “uma antiga aldeia ferroviária”.

Trata-se de uma “localidade estereótipo da desertificação do Alentejo, com estruturas, escolas e casas desabitadas, com ligação a Lisboa, Évora e ao Baixo Alentejo”. Além disso, está “num concelho com massa crítica disposta a construir um centro de criação”, disse a Oficinas do Convento, frisando: “Este é o mote para este evento que agora se reinventa”.

O certame, que tem Montemor-o-Novo como “palco” a partir desta sexta-feira e até dia 17 e, depois, “ruma” para Casa Branca, entre 18 e 21, conta com “artistas dos quatro cantos do mundo”, que vão atuar e dinamizar o espaço público, com entradas gratuitas.

Do programa na sede de concelho constam, entre outras atividades, concertos de Mazarin e Don Pie Pie, diversas oficinas, por exemplo de ‘streaming’ e de ‘videomapping’, ambas orientadas pelos Fiestaylers, que também vão protagonizar uma performance, ou um ‘workshop’ de “Instrumentos Utópicos”, pela Sonoscopia Associação Cultural.

Já em Casa Branca, o cartaz inclui concertos de Ruído Vário, Montanhas Azuis, Royal Bermuda, La Miseria Deluxe, João Berhan, Rosa Mimosa y sus Mariposas, entre outros, ou a performance da DJ Selecta Alice.

Oficinas como “Serigrafar um Livro”, “Próxima Paragem: Casa Branca. Oficina de Construção de Viagens” ou “Desenhar com a Fuligem” são outras das ofertas do evento Cidade PreOcupada, que inclui ainda mostras de cinema, momentos de reflexão conjunta, exposições e instalações.

A iniciativa tem a colaboração e participação do Ministério da Cultura, Direção-Geral das Artes, Infraestruturas de Portugal e diversas associações culturais e outras entidades, do concelho e não só.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.