Segundo os dados apresentados hoje pelo Comité Regional de Turismo (CRT) e divulgados pela France Info, as descidas mais relevantes foram registadas nos turistas estrangeiros (9,9%), embora tenha sido mais moderada entre os visitantes franceses (3,5%).

De acordo com o CRT, não havia uma queda tão acentuada de turistas desde 2010 e, em termos de dormidas, a descida foi maior, de 8,5%.

A redução do fluxo de turistas resultou numa menor presença em monumentos e museus, como o Arco do Triunfo (menos 34,8%) e Versalhes (menos 16,3%).

Por nacionalidades, entre os que mais reduziram a sua estadia em Paris constam os japoneses (46,2%), russos (35%), italianos (27,7%) e também os Estados Unidos (19,6%).

Esta situação resultou numa quebra da faturação das empresas do setor turístico, que encolheu 749,7 milhões de euros.

O único ponto positivo no semestre foi a subida em 14 pontos do turismo de negócios.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.