Para quem tem o gosto de conhecer o mundo, qualquer altura será boa para ir, mas, se têm dúvidas e perguntas sobre quando, como e se devem mesmo pegar nos vossos mini-viajantes e ir à descoberta, deixamos aqui cinco momentos em que vale mesmo a pena pensar nisso:

1. Antes de ter mais filhos

Têm um filho? Dois? Mais? Planeiam ter mais filhos? Boa! Esta é a altura perfeita para viajar.

É a época de viajar só com este filho, dar-lhe toda a atenção disponível. Além de ser mais barato: menos bilhetes de avião, só 1 berço/cama extra, menos refeições, bilhetes de transportes, e tudo mais que vem com as viagens. Este tempo é precioso, para a família interagir, especialmente antes de estarem preocupados com mais um bebé.

Muitas famílias pensam que apenas quando os filhos nascerem todos, e estiverem crescidos, é que podem começar a viajar. Milhares de famílias são a prova viva de que não é preciso esperar.

2. Antes do nosso filho ter 2 anos

Se o nosso filho tem menos de 2 anos, nem precisamos de nos preocupar com o bilhete de avião. Também o leite materno é grátis, está sempre pronto e na temperatura ideal. Se for leite em pó, acreditem que preparar biberons é muito mais fácil do que preparar (ou procurar) uma refeição completa. O berço no nosso quarto é grátis também ou pedem apenas uma caução por ele. Para quem dorme com os filhos, então, zero preocupação.

3. Antes do nosso filho ter 12 anos

Até 12 anos, na generalidade, o alojamento ainda se mantém barato: se não precisar cama-extra, ainda não pagam o alojamento e se precisarem cama-extra, os hotéis aplicam uma pequena taxa.

Dos 3 aos 12 anos atravessamos várias etapas de desenvolvimento das crianças. São mais independentes, quanto mais idade vão tendo: comem e vestem-se sozinhos, dão opiniões sobre a viagem, querem escolher lembranças, podem estar perto da água/estrada/multidão sem que tenhamos um enfarte a cada 15 minutos, sujam-se menos e não é necessário levar tanta roupa. Ou seja, conforme o tempo passa, vai tornando-se mais fácil.

Antes dos 12 anos também se poupa em comida, pois os adolescentes precisam de 5 refeições completas por dia, 10 lanches e 3 repetições de pequeno-almoço.

4. Antes de entrar para o ensino secundário

Durante o ensino secundário é mais difícil conseguir uns dias de férias extra, fora das pausas do calendário escolar. Nesta altura começa a haver uma preocupação com o estudo universitário e os miúdos não querem perder aulas. Nem nós queremos que eles percam. Sabemos também que os adolescentes querem passar as suas férias perto dos amigos.

O ideal será dividir o tempo, pois o ensino secundário é bastante exigente e os descansos para carregar baterias são ainda mais importantes. Além de que o enriquecimento cultural é obtido já com uma maior maturidade e o jovem aprende muito mais sobre si próprio do que o meio que vai explorar.

As famílias que optam por fazer um ano ou alguns meses de viagem costumam fazê-lo nesta altura. Antes da grande preparação para a universidade. Uma viagem longa pelo mundo dá aos miúdos uma vantagem educacional única e real, comparando com o tradicional método baseado nos livros que eles recebem na escola.

Viajar com crianças: 10 desculpas que o fazem ficar em casa e soluções para ir
Viajar com crianças: 10 desculpas que o fazem ficar em casa e soluções para ir
Ver artigo

5. Agora

Sim, agora! A sério, não há regras rígidas, nem tempos mais certos do que outros. Quando vos parecer certo, seguro ou quando o vosso coração de viajante chamar. Escolham um destino que gostassem de visitar, planeiem, façam as malas e vão.

Sigam as nossas aventuras mais recentes no Instagram

Artigo originalmente publicado no blogue Onde andam os Duarte?

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.