Por: Ana Oliveira

As flores da cidade do Funchal

Visitar a Madeira é também sentir os aromas e perfumes que pairam no ar, apreciar paisagens e estar em contacto com a natureza. Graças ao clima e aos seus solos férteis, existe uma grande diversidade de plantas tropicais e subtropicais na ilha que não pode deixar de conhecer.

Cláudia Vieira considera "obrigatório" explorar os jardins do Funchal.  "A Madeira é incrível e tem jardins de morrer com flores lindas de morrer". Se não tiver tempo para explorar todos os jardins, visite pelo menos o Jardim Tropical Monte Palace e o Jardim Botânico.

Os símbolos da Madeira

Há lugares na ilha que têm mesmo de ser visitados segundo a atriz. Os bordados, devido à sua história e importância para a cultura madeirense, o Madeira Wine Lodge no Funchal, a Casa das Mudas na zona da Calheta e Santana, "uma zona muito castiça" por causa das casas que simbolizam a ilha.

Cláudia Viera na Madeira
créditos: RFM

As vistas espetaculares

E se promover a Madeira parece tarefa fácil para Cláudia Vieira - afinal é apaixonada pela ilha - selecionar os lugares que valem mais a pena serem visitados parece mais complicado. A ilha que parece dar para conhecer em apenas dois ou quatro dias, de repente mostra-se interminável. Há tanto para ver e tanto para descobrir que cada visita será sempre surpreendente. Pelo menos é o que defende esta embaixadora do Turismo da Madeira. À Madeira, segundo ela, só se pode dizer até já.

E é, por isso, que sintetizar é difícil para Cláudia. Começar é fácil. Até porque existem lugares incontornáveis que contam a história da Madeira e do seu povo. Esses são fáceis de indicar e tornam qualquer viagem mais completa. Depois há aqueles lugares que dividem, como o Cabo Girão. Se por um lado a atriz considera-o um ponto imperdível, por outro acha-o "um pouco mais turístico" em relação a outros pontos da ilha. Apesar disso, acredita que merece uma visita, pelo menos por quem vai visitar a ilha pela primeira vez. No fim de contas é o ponto mais alto da Europa e o segundo mais alto do mundo a nível de vista.

Outro lugar imperdível para a atriz, é a Ponta de São Lourenço que diz ser "absolutamente incrível", por causa da vista que oferece e por ser uma zona mais árida, muito diferente dos outros pontos.

O Pico de Barcelos é o terceiro ponto que recomenda. A nível de vista é um lugar a não perder. Tem vista para o Funchal e para a serra, o que o torna "muito interessante e muito completo".

Claudia Vieira na Madeira
RFM

A zona balnear da Madeira

Se gosta de fazer praia, Claúdia Vieira sugere a zona da Calheta e a Ponta do Sol que, segundo a mesma, é dos locais da Europa com maior incidência de sol durante todo o ano. "São poucas as vezes que chove lá", comenta acrescentando que é um lugar perfeito e a poucas horas de Lisboa para fugir dos dias de inverno.

Paul do Mar é também outra zona boa para quem gosta de fazer praia e ainda de fazer surf. "Dizem que é o Hawai português por causa da formação perfeita das ondas".

Cláudia também destaca Porto Santo, um lugar ainda um "pouco desconhecido" para ela. "É um ótimo destino para relaxar e fazer praia, desligar o telemóvel e estar em família, com crianças..."

Veja também: 20 coisas para fazer (e conhecer) no Porto Santo

Os sabores da Madeira

E uma viagem à Madeira jamais estaria completa sem se experimentar a sua gastronomia. Cláudia destaca o bolo do caco, que diz ser um "escândalo bom", as lapas, as espetadas devido à "carne muito saborosa" e apesar de já não serem em pau de louro, o milho frito e o peixe espada com banana, que é para ela uma especialidade da ilha "maravilhosa". Estes são os sabores que não pode deixar de experimentar, sem esquecer, o vinho e as famosas ponchas. O pudim de maracujá e as frutas típicas são as sobremesas que deve escolher.

Veja também: Roteiro gastronómico: onde comer na Madeira

Claudia Vieira na Madeira
créditos: RFM

O que não pode deixar de fazer

Para além das levadas que pode fazer na ilha, Claúdia relembra que existem atividades radicais a serem desenvolvidas como é o caso do cannoying que vale a pena experimentar.

Em relação às levadas, a atriz destaca a Levada do Rabaçal. Também não pode deixar de fazer um passeio de barco na zona de Paul do Mar e do Jardim do Mar. Aqui tem a oportunidade de ver a ilha do mar para a terra. "Fica-se com uma noção muito interessante".

Explorar a natureza

Aprendemos com Cláudia Vieira que há sempre algo mais na Madeira, algo que guardamos para uma próxima viagem ou para um próximo dia: atividades para experimentar, sabores por provar, paisagens para apreciar, gentes para conhecer ou lugares para relaxar. E a natureza também guarda alguns tesouros. Há cascatas no meio da serra e outros recantos. Como a atriz diz, "somos completamente engolidos por uma natureza incrível".

Uma ilha simples onde deve aproveitar os momentos

A embaixadora sugere a quem visita a Madeira a ficar pelo menos dois dias no Funchal. A seguir, o viajante deve "fugir para a parte de Porto Moniz onde há piscinas naturais". Deve igualmente passar na Câmara de Lobos "onde se come um peixinho ótimo". Por fim, a parte Este, onde se encontra a Ponta de São Lourenço.

Cláudia Vieira explica que a Madeira "não é uma ilha difícil" no sentido em que é possível captar a sua essência em quatro dias. Porém, defende que viajar não é só "picar" os pontos de interesse. É também usufruir dos lugares, fazer atividades, interagir com os locais e apreciar as paisagens.

Das últimas férias que fez à ilha, recorda-se com alegria do dia em que acordou às quatro e meia da manhã para ir ver o nascer do sol. "Estive ali. Não queria nada que me dissessem: já está visto, vamos não sei onde. Não, não era isso que eu queria. Naquele momento usufrui, foi marcante para mim, porque realmente eu estive ali. Além da subida que fiz e da vista que estava a ter, fiquei a contemplar aquilo e a sentir aquilo".


Cláudia Vieira representa o eixo Lifestyle da campanha "Descubra a Madeira" promovida pela Associação de Promoção da Madeira. No passado fim de semana, a atriz juntou-se à equipa da rádio RFM e a Lourenço Ortigão, também embaixador da Madeira, para promover a ilha através de uma ação diferente: a RFM Selfietrip Madeira.

Veja também: Lourenço Ortigão e Cláudia Vieira não poupam elogios ao turismo da Madeira

A RFM Selfietrip Madeira levou até à ilha, para além da equipa da RFM e dos dois embaixadores, os vencedores do passatempo promovido pela rádio que representaram todos os distritos do país. A iniciativa procurou mostrar que a ilha da Madeira é um destino de férias para qualquer altura do ano.

Durante os três dias da visita, os animadores da rádio, os dois embaixadores e os representantes dos distritos registaram e partilharam nas redes sociais os melhores momentos vividos em cada experiência, sempre acompanhados pela hashtag #rfmselfitripmadeira.

Descubra na galeria acima os melhores momentos da viagem.

Veja também: Equipa da RFM invadiu a Madeira na companhia dos ouvintes

*O SAPO Viagens visitou a Madeira a convite da RFM e da Associação de Promoção da Madeira

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.