No roteiro dos castelos, por exemplo, deparamo-nos com lugares como Bayreuth (onde Wagner teve a sua própria ópera), Nuremberga e Bamberg, que a UNESCO classificou como património mundial pelo seu conjunto de palácios e casas de enxaimel.

Sem esquecer o castelo de Neuschwanstein, construído para o rei Ludwig II, entre 1869 e 1886, no alto de um penhasco acidentado, e que se destinava a "encarnar o verdadeiro espírito do castelo medieval alemão", como escreveu o rei numa carta a Richard Wagner – já no séc. XX,  e que serviu de inspiração para o castelo da Cinderela, símbolo dos estúdios e de todos os parques temáticos da Disney.

Ao longo da rota fica a famosa Rothenburg ob der Tauber, onde a atmosfera romântica medieval retratada por poetas e pintores explica a sua reputação como um dos destinos mais procurados da Europa.

Os caminhos da Baviera levam-nos também à melhor cerveja do mundo. Nesta região, a cerveja não é apenas uma bebida, mas um alimento primário: em média, um bávaro consome, do nascimento até ao túmulo, 150 litros de cerveja por ano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.