Nome/idade/onde vive:

Carla Mota (40) e Rui Pinto (39), Guimarães

Antes de ser “viajante profissional”, qual era (ou é) a tua outra atividade?

Professores

Qual foi a tua primeira viagem?

Inter-rail.

Quando e como começaste com projetos ligados às viagens?

Com a criação do blogue pessoal Viajar entre Viagens (2008).

Viajar por prazer ou por trabalho. É difícil distinguir as duas ações?

Viajar é sempre um prazer.

Como as outras pessoas encaram este trabalho/paixão?

Como algo utópico mas que parece estar a resultar.

Qual foi a viagem que mais te marcou?

Índia

É necessário muito dinheiro para viajar?

Não tanto quanto se pensa. Depende mais do espírito do que da carteira.

Costumas ir para fora cá dentro?

Sim, tanto para o interior, como para o litoral, em saídas curtas durante o ano.

O que nunca pode faltar na tua mala?

Um casaco de penas e um livro.

Que tipo de viajante és?

Independente.

O que mais valorizas numa viagem?

Cultura.

Uma cidade inesquecível.

Ilulissat

Uma praia inesquecível.

Railay (Tailândia)

O teu “destino-refúgio”.

Baleal

A viagem que ainda te falta fazer.

Antárctida

Uma máxima que levas contigo nas tuas viagens.

“Sê a mudança que queres para o mundo”

Uma lição que aprendeste “na estrada”.

O mundo é possível.

Um destino para 2016.

Cabo Verde

Um conselho para quem quer viajar mais.

Não ter medo do desconhecido.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.