Nome/idade/onde vive:

João, 32, e Ana, 29. Ambos de Vila Nova de Famalicão

Antes de ser “viajante profissional”, qual era (ou é) a tua outra atividade?

João, jornalista. Ana, nutricionista.

Qual foi a tua primeira viagem?

Juntos foi em 2011, República Dominicana, mas ainda não éramos sequer namorados. A primeira, juntos, enquanto casal, foi a Nova Iorque, em 2013.

Quando e como começaste com projetos ligados às viagens?

Em julho de 2015. As pessoas pediam-nos muitas recomendações e roteiros, então decidimos agregar tudo no nosso blogue para estar acessível ao mundo.

Viajar por prazer ou por trabalho. É difícil distinguir as duas ações?

Preferimos viajar sempre por prazer. Quando viajamos queremos afastar-nos das rotinas do dia a dia. Mesmo assim, captar fotografias das nossas férias e tirar apontamentos é algo que nos dá prazer, por isso não o encaramos como trabalho. Além disso, ainda nos divertimos com uma máquina fotográfica.

Como as outras pessoas encaram este trabalho/paixão?

Recebemos elogios de pessoas que já nos conhecem e os desconhecidos deixam mensagens nos espaços de comentários do nosso blogue ou página de Facebook. Isso dá-nos motivação para continuar a fazer mais e melhor.

Qual foi a viagem que mais te marcou?

Japão, novembro de 2014.

É necessário muito dinheiro para viajar?

Não. Dependendo das comodidades de cada um, é necessário estabelecer prioridades nas nossas poupanças.

Costumas ir para fora cá dentro?

Sim.

O que nunca pode faltar na tua mala?

Um smartphone. É a peça essencial para nós. Serve para fotografar, pesquisar informação e GPS. É mais do que um kit de sobrevivência

Que tipo de viajante és?

Aventureiros comedidos. Gostamos de explorar novos locais e seguir o nosso próprio rumo, mas de forma confortável.

O que mais valorizas numa viagem?

A segurança.

Uma cidade inesquecível

Paris, França.

Uma praia inesquecível

Scopello, Sicília.

O teu “destino-refúgio”

Serra da Estrela, para comprovar que viajamos lá fora cá dentro.

A viagem que ainda te falta fazer

Route 66, nos Estados Unidos da América.

Uma máxima que levas contigo nas tuas viagens

Contas fazem-se no final!

Uma lição que aprendeste “na estrada”

Seguir sempre os conselhos dos locais.

Um destino para 2016

Islândia.

Um conselho para quem quer viajar mais

Tal como já referimos, é preciso estabelecer prioridades na vida. Não precisamos de ser ricos para viajar, mas, por vezes, temos de deixar de lado aquele telemóvel que tanto queremos ou aquela peça de roupa cara que nos vai ficar tão bem. E acompanhar sempre o Volto JÁ.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.