Segundo a autarquia de Seia, presidida por Carlos Filipe Camelo, os bilhetes serão disponibilizados aos 211 alojamentos turísticos do concelho para distribuição pelos clientes e serão válidos até ao final do ano.

“O maior número de ingressos, 2.000 por cada, cabe aos espaços municipais do CISE - Centro de Interpretação da Serra da Estrela, Museu do Brinquedo e Museu Natural da Eletricidade, tendo ainda a autarquia adquirido 1.100 bilhetes ao Museu Nacional do Pão (espaço museológico privado)”, refere a Câmara Municipal de Seia, no distrito da Guarda, em comunicado enviado à agência Lusa.

A medida autárquica representa um investimento global no valor de 24.400 euros e tem por objetivo “a valorização e diversificação da oferta dos alojamentos, numa altura de retoma da atividade turística, visando promover a permanência dos visitantes/turistas no território”.

A cada alojamento será disponibilizado, "inicialmente, um conjunto de 20 entradas, com validade até 31 de dezembro de 2021, que poderão oferecer aos hóspedes entre junho e setembro de 2021”, de acordo com a fonte.

À semelhança dos mecanismos de apoio a famílias e empresas, que têm vindo a ser implementados para atenuar os impactos económicos e sociais da pandemia, o município de Seia refere que “privilegia agora o setor do turismo, forte impulsionador do desenvolvimento social e económico do território, duramente afetado por todas as restrições impostas no controlo da pandemia”.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.