A Associação de Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA) revelou hoje os dados compilados pelo seu gabinete de estudos sobre a ocupação por quarto verificada no mês passado e cifrou em 4,6% o aumento do volume de negócios, relativamente a setembro de 2018.

Esta subida do volume de negócios permitiu também às unidades de alojamento da região alcançar um “aumento acumulado de +3,2% desde o início do ano”, precisou ainda a AHETA num comunicado.

“O mercado britânico foi o que mais contribuiu para a subida, com mais 1,2 pontos percentuais [pp], seguido do irlandês (+0,5 pp) e do espanhol (+0,4 pp)”, segundo a AHETA, associação empresarial com sede em Albufeira.

Em tendência inversa e com as maiores descidas estiveram, referiu a associação empresaria, os “mercados alemão (-2,3 pp) e holandês (-0,4 pp)”.

A AHETA revelou ainda que, desde o início do ano de 2019, a taxa de ocupação por quarto nas unidades de alojamento algarvias “mantém-se ao mesmo nível do verificado no período homólogo de 2018 (+0,3%)”.

Os dados por zonas geográficas colocam Lagos/Sagres como aquela que registou a maior descida em setembro, com menos 4,3% do que em período homólogo do ano passado, enquanto a de Monte Gordo/Vila Real de Santo António “apresentou a maior subida (+8,9%)”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.