A mulher de Chicago, cuja identidade não foi revelada, processou a empresa Hilton Worldwide em US$ 100 milhões, depois de ter sido filmada enquanto tomava banho num dos hotéis da rede e ver o vídeo publicado em sites de pornografia.

A mulher estava hospedada no hotel Hampton Inn and Suites em Albany, em Nova Iorque, em julho de 2015, quando foi filmada completamente nua enquanto tomava banho. A mulher não tinha conhecimento do que tinha acontecido até que, em setembro deste ano, o autor do vídeo a informou do sucedido, entrando em contacto por email.

De acordo com o processo, a mulher recebeu um email do chantagista no dia 30 de setembro, com um link para as imagens que foram publicadas num site pornográfico. O nome da mulher também foi revelado juntamente com o vídeo.

No dia seguinte, o chantagista incluiu mais informações pessoais sobre a mulher, incluindo a razão para estar em Nova Iorque. A mesma pessoa, que disse ser "um pervertido", enviou-lhe vários e-mails e ameaçou divulgar os vídeos e informações pessoais por toda a Internet se ela não respondesse até o final do dia. No dia 11 de outubro, os vídeos e informações pessoais foram publicados em vários sites pornográficos.

O chantagista começou a enviar o vídeo para os colegas de trabalho da mulher e pediu 2 mil dólares para parar a divulgação e mil dólares por mês durante o próximo ano. O advogado da mulher, Roland Christensen, disse acreditar que o chantagista é um funcionário do hotel tendo em conta o conhecimento do suspeito sobre as informações pessoais da cliente, segundo informou a NBC News. No entanto, a identidade exata do suspeito não foi determinada. Christensen também disse acreditar que o quarto do hotel terá sido "usado repetidamente para filmar pessoas durante um período prolongado". A empresa Hilton Worldwide disse que apoia uma investigação e colabora com as autoridades.

"Levamos a segurança e o bem-estar dos nossos hóspedes muito a sério", disse um porta-voz da Hilton, que considerou o conteúdo da ação "perturbador". O representante também confirmou que uma recente reforma da propriedade não revelou nenhum dispositivo de gravação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.