A localização é ímpar, fica literalmente em cima da estação de Lancaster Gate (linha central do metro) e com o Hyde Park mesmo alí, a transmitir-lhe uma serenidade e ambiente único em Londres.

Já perceberam: somos fãs do Royal Lancaster. É que tem tudo o que procuramos num hotel de cidade. Sempre que voltarmos a Londres será a nossa primeira opção.

O Royal Lancaster é um dos hotéis mais emblemáticos de Londres, afinal, são mais de 50 anos carregados de história, curiosidades e glamour. Foi aqui que se realizaram as gravações de Michael Caine para o “the Italian Job”, eventos com a presença da família real e que se realizou a festa de estreia do famoso filme Yellow Submarine dos Beatles.

O hotel sempre foi uma referência, mas agora (após uma renovação total), está ainda mais apelativo. O design impressiona desde o primeiro momento, seja pela entrada dramática ao bom estilo de Hollywood que a recepção oferece, ou pelo grande destaque do lobby, uma escadaria palaciana totalmente revestida em mármore carrara que não deixa ninguém indiferente.

A cultura tailandesa está bem presente neste hotel, não fosse o dono tailandês. Mal entramos no hotel sentimos logo o espírito tailandês pela forma que fomos recebidos: com um sorriso enorme e simpatia sem limites.

São 18 andares e 411 quartos. Todos os quartos têm vista desafogada sobre Londres (devido à sua localização em Hyde Park), o design moderno enfatiza estas vistas.

Ficámos alojados na Park Suite, um privilégio, desde a sua decoração, conforto, e aquela vista panorâmica sobre o Hyde Park e o Skyline de Londres, que jamais vamos esquecer. Adorámos o piso da casa de banho aquecido, a vista para o Hyde Park, a nossa banheira, o chuveiro, as amenities da White Company e até o facto que da nossa cama conseguirmos ver o London Eye a girar, bem no coração de Londres.

A gastronomia é outro dos pontos altos do hotel, são muitos os espaços disponibilizados. Jantámos no Island Grill, onde para além da simpatia e profissionalismo de todos, fomos brindados com pratos de altíssima qualidade, com destaque para as carnes maturadas, orgânicas e de origem certificada. A famosa gama de charcutaria inglesa também está presente, e nós que gostamos tanto.

É fácil ouvir falar português por ali. Estamos num hotel com um staff de 35 países, dos quais alguns são lusófonos. Cruzamo-nos com colaboradores do Brasil, Portugal e Cabo Verde, o que nos aproximou mais casa e garantiu um atendimento especial.

O pequeno-almoço, no Restaurante Park, é completo e não faltam as especialidades britânicas e tailandesas. Serve em estilo buffet, complementado por uma oferta “à la carte”.

Uma curiosidade, o hotel tem a sua própria produção de mel, através da colocação de colmeias num telhado intermédio, tirando partido da sua localização em Hyde Park para que estas “trabalhadoras”  possam produzir o seu mel de excelente qualidade.

Não encontrámos no hotel qualquer plástico de utilização única, o que nos deixou felizes, tendo em conta a dimensão desta unidade hoteleira.

Por tudo isto e pelo que é impossível descrever, só sentir, consideramos o Royal Lancaster London o nosso Hotel em Londres. E nós que voltámos agora, já estamos com saudades!

Acompanhe as nossas aventuras no Instagram Viagensa4

Artigo originalmente publicado no blogue Viagensa4

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.