Quando entramos no Museu Ibérico da Máscara e do Traje a primeira impressão é o imenso colorido e a riqueza da imaginação revelada pela meia centena de mascarados.

Museu Máscara
créditos: Andarilho

Os trajes, as máscaras e os materiais utilizados revelam muita criatividade e também uma cultura única que é vivida no Carnaval e em particular no solstício de Inverno que é assinalado durante 12 dias, a partir do dia 21 de Dezembro.

Museu Máscara
créditos: Andarilho

É um momento muito especial para estas comunidades. Há vários séculos que vivem com intensidade esta época e as vivências e tradições transmitidas de modo oral constituem um valioso património cultural. Segundo António Tiza, Presidente da Academia Europeia da Máscara, é a época do ano com mais festividades o que também é único em todas as regiões portuguesas.

Uma outra atividade do solstício de Inverno é a visita às casas. Os caretos são liderados pelos mordomos e vão bater à porta das habitações. Saúdam com alguma formalidade os donos e recebem ofertas que são depois colocadas em varas criadas para esse efeito.

Museu Máscara
créditos: Andarilho

O ritual é sempre com música e com a gaita de foles. É a “música sagrada”. No Museu Ibérico da Máscara e do Traje há algumas gaita de foles e muitos outros objetos. O edifício tem três pisos.

Museu Máscara
créditos: Andarilho

Há muitas e diversas máscaras e também instrumentos e fotografias de artesãos que as produzem recorrendo a materiais e a representações da mitologia local.

Museu Máscara
créditos: Andarilho

Além do distrito de Bragança e da província de Zamora, o Museu está a recolher objetos alusivos ao Carnaval em algumas partes da província de León.

Museu Máscara
créditos: Andarilho

O Museu está no centro histórico de Bragança, na Cidadela, muito próximo do castelo.

Museu Ibérico da Máscara e do Traje faz parte do programa semanal da Antena1, Vou Ali e Já Venho, e pode ouvir aqui.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.