Esta praia é um destino frequente para quem vive na região de Sintra, mas sempre foi relativamente sossegada, mesmo em tempos pré-pandemia. Nunca atraiu muitos turistas, que acabavam por escolher, numa visita à região, praias mais conhecidas, como a Praia das Maçãs ou a Praia Grande.

É uma praia extensa, de areias douradas, onde o mar apresenta um belo tom de azul turquesa. Tem águas muito ricas em iodo, e é até considerada uma das praia mais ricas em iodo da Europa.

As suas ondas chamam pelos surfistas, as areias atraem aqueles que gostam de relaxar ao sol e as vistas das magnificas falésias deslumbram todos, mas os atrativos da Praia do Magoito não ficam por aqui.

Praia do Magoito: venha conhecer este areal sossegado em Sintra
créditos: Travellight

A sua maior peculiaridade é uma duna consolidada — uma duna de areia solidificada, criada ao longo de milénios, pela ação do mar e do vento — que está classificada como monumento geológico. Aqui encontramos vestígios arqueológicos que demonstram a existência de atividade humana, nesta região, desde os tempos do Paleolítico.  As falésias quase verticais também revelam rochas sedimentares formadas há milhões de anos, quando o nível do mar era muito mais alto do que é hoje.

Há, portanto, muitos elementos para prender a atenção daqueles que se interessam por geologia e história natural, mas por alturas da Páscoa ainda há mais um motivo para visitar a Praia do Magoito: é o chamado “mexilhão santo”, uma tradição antiga, que se acredita ter nascido de outro costume — o de não comer carne na Sexta-Feira Santa.

Nesse feriado, a praia costuma encher-se de pessoas logo pela manhã. A ideia é apanhar o máximo de mexilhões possível assim que a maré baixa. Este ano, à conta do confinamento, a tradição não deve poder acontecer.

Praia do Magoito: venha conhecer este areal sossegado em Sintra
créditos: Travellight

Um trilho interessante que podemos percorrer a partir da Praia do Magoito é o que nos leva até à Praia da Aguda. É um percurso fácil de realizar, marcado por bonitas paisagens costeiras e rurais.

A pitoresca aldeia das Azenhas do Mar, que fica nas proximidades, também não pode deixar de ser visitada por quem escolhe o Magoito para uma escapadinha de fim de semana.

Como chegar à Praia do Magoito

De automóvel: GPS - N38'51'53.37'' , W9º26'55.91' . Há um estacionamento logo acima da praia.

De transportes públicos: O autocarro 444 sai do terminal da Portela de Sintra (perto da estação ferroviária da Linha de Sintra com o mesmo nome) e termina na Praia do Magoito. Leva cerca de 25 minutos a fazer o percurso, mas o serviço é pouco frequente, com saídas a cada 60 minutos (ou mais).

Para pernoitar, a região oferece algumas boas opções de alojamento local. Sugiro o O Solar do Magoito ou a Villa Magoito.

Sigam as minhas aventuras mais recentes no Instagram e no Facebook 

Artigo originalmente publicado no blogue The Travellight World

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.