Os exploradores deste tipo de atividade nunca revelam a localização dos destinos para preservação dos mesmos. Vamos ao menu de experiências de susto? Escolha a sua.

Uma viagem urbex poderia ser uma viagem de Halloween?

A @vivienafonso e o @goncalofrodrigues animam esta data com um grande “sim” porque, segundo eles “existem alguns locais que têm lendas assombradas.”

Explorar lugares abandonados (e assombrados) em Portugal para entrar em modo Halloween
créditos: DR

Então vamos conhecer algumas lendas?

“Visitamos um hotel abandonado que consta estar assombrado. Estávamos a subir para o primeiro piso quando começámos a ouvir vários barulhos estranhos.”

Estes exploradores de lugares abandonados contam que quando escutaram os sons inusitados decidiram descer para a entrada do hotel com o objetivo de ver quem se encontrava por ali. Poderia haver mais exploradores urbex no local e serem a origem dos ruídos. Eis que não, pois no lobby repararam que não havia vivalma a sair, nem nenhuma entidade alada a aguardar check-out no balcão. Ao focarem “uma das janelas vimos um vulto. Esperámos mais uns minutos e nada. Mais tarde fizemos uma pequena pesquisa sobre o hotel e vimos que havia relatos de alguns acontecimentos estranhos na altura em que o hotel estava em funcionamento. Inclusive um dos seus funcionários deu uma entrevista para a televisão a contar alguns acontecimentos que vivenciou.”

Explorar lugares abandonados (e assombrados) em Portugal para entrar em modo Halloween
créditos: DR

Poderiam sugerir dois sítios (sem a localização específica) para uma experiência de Halloween?

As respostas deixam a pensar em qual susto queremos escolher e em que horário! Eles foram de noite fotografar, gravar e explorar uma prisão de arrepiar. Coragem não lhes falta.

“Um mosteiro que explorámos fica no distrito de Coimbra. Diz-se que em dois dias faleceram 150 religiosos, que ainda hoje estarão pelo convento, fazendo sentir a sua presença através de mudança de temperatura e barulhos. Na altura que explorámos o convento sentimos essa mudança constante de temperatura".

"Prisão abandonada, no distrito de Setúbal: fomos com uns amigos que têm como objetivo encontrar (por vezes não encontram) entidades nos lugares abandonados. Tenho no meu perfil um destaque da prisão abandonada onde podem ver um vídeo no qual encontramos uma entidade mesmo à nossa frente".

Aqui tive de parar a escrita e a entrevista. Tive de ir explorar o vídeo na área dos destaques da página deles. Suspense é o que aqui deixo. Mas garanto que utilizaram técnicas fidedignas para a captação de imagem ‘de outro mundo’. E peço respeito a este tipo de tema – presença de espíritos não vivos nos espaços.

Gosto de fotos de lareiras antigas, vocês também? Quantas já "captaram" nas vossas explorações?

“Nós gostamos de tudo que tenha a ver com abandonado! Encontramos várias vezes lareiras em lugares abandonados. Algumas destruídas, outras ainda intactas, mas já fotografámos bastantes. Algumas serviram de cenário para fotos nossas, outras apenas para ficarem registadas".

Explorar lugares abandonados (e assombrados) em Portugal para entrar em modo Halloween
créditos: DR

Já apanharam algum susto nas casas que visitam?

O susto, naturalmente, “faz parte deste mundo de urbex. Já ouvimos barulhos de chaves, passos, vozes entre outros barulhos estranhos. Alguns deles são causados por animais, principalmente pombos, e outros preferimos nem pensar [risos].”

Quem aprecia o Halloween, tem agora a oportunidade de se iniciar nas viagens urbex, este mês, antes que o susto desapareça. Boa sorte e boas viagens pelos meandros do oculto!

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.