1. Óbidos

Escondida entre as muralhas, esta joia portuguesa permanece quase inalterada desde o século XIII, altura em que foi oferecida pelo rei D. Dinis à sua esposa rainha Santa Isabel, como prenda de casamento.

Segundo a publicação é o local ideal para se perder à descoberta de livrarias charmosas, beber ginjinha e aproveitar a oportunidade para dormir num castelo agora transformado em pousada de luxo.

2. Monsanto

Apelidada de excentricidade cativante pela publicação, quase não é preciso dizer mais nada para prender a atenção de quem procura um destino para uma escapadinha.

Escondida entre os pedregulhos, espreita aquela que é considerada a "aldeia mais portuguesa de Portugal".

Para descobrir tranquilamente, fazer caminhadas nas redondezas e subir até ao castelo no topo da aldeia para desfrutar das melhores vistas.

3. Lamego

Situada no coração do Vale do Douro está a charmosa cidade de Lamego, casa do Santuário da Nossa Senhora dos Remédios, famoso (não só) pela imponente escadaria barroca com 686 degraus.

Não pode dizer que visitou Lamego sem subir todos os degraus, apreciando o belo painel de azulejos no final e o santuário, também ele de influência barroca.

No final, para matar a sede, nada melhor que um copo de espumante Raposeira, vinho originário da cidade.

Além disto recomenda-se ainda uma visita ao centro histórico da cidade e ao Museu de Lamego, no antigo Paço Episcopal.

4. Costa Nova

Comparada ao cenário de um filme de Wes Anderson, o fascínio da Costa Nova reside nas suas casas de riscas coloridas à beira-mar.

Bastante frequentada por surfistas, possui uma atmosfera jovem e acolhedora que agradará a todos.

Para confortar o estômago, nada melhor do umas belas refeições de peixe e marisco fresco, especialidade da zona.

5. Monsaraz

Segundo o site Matador Network, quem se aventura a descobrir a vila medieval de Monsaraz será recompensado com o melhor da gastronomia alentejana, incluindo vinho e azeite produzido a partir de vinhas e olivais locais.

É nas casas de paredes brancas e telhados vermelhos, bem como nas ruas de paralelos tortos que jaz o charme deste recanto de Portugal rural, onde as manhãs são tranquilas e as tardes lentas.

O castelo no topo da vila dá a Monsaraz o grandioso final, sendo o ponto ideal para  observar a barragem do Alqueva à distância.

24 aldeias portuguesas que têm de ser visitadas pelo menos uma vez na vida
24 aldeias portuguesas que têm de ser visitadas pelo menos uma vez na vida
Ver artigo

6. Talasnal

Referida como uma das mais bonitas aldeias do xisto portuguesas, onde os tons da pedra dão a sensação que a aldeia está continuamente iluminada pela luz do pôr-do-sol e a natureza circundante a envolve num cenário mágico.

As atividades ao ar livre são um dos trunfos do Talasnal, mas uma simples caminhada pela aldeia é só por si um prazer, com inúmeros restaurantes e lojas encantadoras.

Beba a água fresca da fonte e não vá embora sem provar um talasnico, o doce típico feito à base de mel, castanha e amêndoa.

7. Marvão

Segundo a publicação, Marvão, datada do século nono, é a prova de que novo não é sinónimo de melhor.

Observar a vila muralhada na Serra de São Mamede à distância é uma das coisas obrigatórias, bem como uma visita ao castelo medieval e ao jardim labiríntico, as 'jóias da coroa' de Marvão.

A publicação classifica ainda esta vila alentejana como museu ao ar livre, onde em cada rua há detalhes que merecem ser apreciados como arcos góticos e janelas de estilo manuelino.

Novembro é uma das melhores alturas do ano para uma visita, por ser a época da castanha, normalmente celebrada na vila com a realização do Festival da Castanha.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.